#QueroViver: “Além de violados, os Direitos correm risco de deixar de existir” Para a psicóloga Elânia Francisca, do Extremo Sul de São Paulo, é preciso seguir lutando pelos espaços em que alguns dos Direitos Humanos são garantidos na quebrada. Um exemplo é o SUS

Para a psicóloga Elânia Francisca, do Extremo Sul de São Paulo, é preciso seguir lutando pelos espaços em que alguns dos Direitos Humanos são garantidos na quebrada. Um exemplo é o SUS

Eleições, saúde e literatura: 04 encontros protagonizados por mulheres na Zona Sul de SP

Neste final de semana, em diferentes pontos da Zona Sul de São Paulo, mulheres organizam diferentes encontros para abordar diversos assuntos. O Periferia em Movimento lista 04 desses momentos para você se envolver também. Confira!

Eleições: Entre o ódio e o medo, como fica nossa saúde mental? O Periferia em Movimento conversou ao vivo sobre o assunto com a naturóloga Ingryd Oliveira e com a psicóloga Milena Cristina de Abreu, da Roda Terapêutica das Pretas

O Periferia em Movimento conversou ao vivo sobre o assunto com a naturóloga Ingryd Oliveira e com a psicóloga Milena Cristina de Abreu, da Roda Terapêutica das Pretas

#EleNão: Depois de lotar as ruas, mulheres convocam novo ato contra o fascismo Na véspera das eleições, ato em contraposição a Jair Bolsonaro acontece na avenida Paulista

Foto de destaque: Gabriela Benedictis / Mídia Ninja Neste sábado (06 de outubro), véspera das eleições majoritárias, as mulheres voltam às ruas para novamente protestar contra o fascismo que se concretiza na candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência da República. O primeiro ato aconteceu no Largo da Batata e reuniu mais de 150 milContinue lendo #EleNão: Depois de lotar as ruas, mulheres convocam novo ato contra o fascismo Na véspera das eleições, ato em contraposição a Jair Bolsonaro acontece na avenida Paulista

Saúde mental da mulher periférica: quais são as alternativas para preservar ou resgatar? Existem serviços públicos especializados para atender casos de saúde mental, mas a demanda é maior que a estrutura e equipe de profissionais disponíveis e muitas mulheres no Extremo Sul recorrem para soluções caseiras ou cuidados alternativos quando o assunto é sua saúde psíquica

Consultoria de Pauta – Elânia Francisca Como anda a saúde psíquica das mulheres do Extremo Sul? Quais delas têm reservado um tempo para cuidar disso e quantas outras julgam que dar atenção para isso é um raro privilégio, já que a rotina de jornadas duplas ou triplas com trabalho, estudo, casa, militância não deixa espaçoContinue lendo Saúde mental da mulher periférica: quais são as alternativas para preservar ou resgatar? Existem serviços públicos especializados para atender casos de saúde mental, mas a demanda é maior que a estrutura e equipe de profissionais disponíveis e muitas mulheres no Extremo Sul recorrem para soluções caseiras ou cuidados alternativos quando o assunto é sua saúde psíquica

A periferia segue (R)existindo | Com vocês o Perifraseando! Coletivo Midiativista do extremo sul é indicadx da semana no #PEMIndica

Conheça o Perifraseando, coletivo que no dia 29 de abril promove o evento “Periferia (R)existe”!

“Quase da Família” Documentário expõe situação frequente no Brasil acerca das violências na relação trabalhista com empregadas domésticas

O documentário “Quase da Família” mostra vivências de empregadas domésticas, produzido para o Prêmio Jovem Jornalista 2017.

Marias das Ruas: retrato das violações sofridas pelas mulheres no espaço público Projeto foi produzido por estudantes de jornalismo para o Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão

A reportagem “Maria das Ruas” é uma das vencedoras do Prêmio Jovem Jornalista 2017.

Limbo: Violência em relacionamentos adolescentes A "epidemia oculta" dos relacionamentos abusivos é tema de reportagem premiada do Prêmio Jovem Jornalista 2017

“Limbo” é uma reportagem produzida no Prêmio Jovem Jornalista, sobre relacionamentos abusivos na adolescência

Resistência das mulheres Xavante é tema de reportagem vencedora do Prêmio Jovem Jornalista Material mostra que muitas xavante sofrem com a invisibilização étnica e de gênero, mas lutam por respeito e participação nas políticas que afetam a comunidade

A reportagem “Invisíveis” mostra a resistência Xavante no Mato Grosso