Midialivrismo ao Extremo: um papo sobre as narrativas das periferias na Ilha do Bororé

Promovido pela Ecoativa, o encontro também contou com oficinas e shows com os rappers Mano Money’s​, Robsoul​ e Drezz do Xemalami Xeque Mate La Misión​. Assista

“Longe não existe”: uma fotorreportagem sobre nossas quebradas

A jornalista Neomísia Silvestre, moradora de São Miguel Paulista (Extremo Leste de São Paulo), produziu uma fotorreportagem com retratos poéticos e cotidianos das periferias. “Longe não existe” quer discutir que essas fronteiras, barreiras invisíveis sobre o que é perto ou longe. Abaixo, mostramos algumas das imagens registradas pelo celular. Para conferir todas, clique aqui. “Manutenção de […]

Guaranis entrevistam moradores da aldeia Tekoa Itu, menor terra índigena do Brasil

Aos pés do Pico do Jaraguá e cercados por juruás por todos os lados, 800 indígenas vivem em um pedaço de chão com menos de dois hectares

Com presenças de Haddad e Edi Rock, Cooperifa encerra 6ª Mostra Cultural

“Nunca fui a um sarau, mas já sabia o que era. A Cooperifa é famosa”, declarou Fernando Haddad, em entrevista exclusiva ao Periferia em Movimento.

Arte e resistência nas ocupações por moradia do Grajaú

Atividades culturais celebram dois meses de luta de famílias, que ocupam cerca de 20 terrenos no extremo sul de São Paulo para fugir do aluguel.

Reportagem coletiva: Indígenas guaranis noticiam o que acontece na aldeia Tenondé Porã

Durante a oficina de jornalismo realizada pelo Periferia em Movimento, moradores da aldeia Tenondé Porã entrevistaram outros guaranis sobre a vida na comunidade.

Diversidade e força da cultura da quebrada em “Orfeu Mestiço”

Fragmentos, histórias e memórias. Histórias de Orfeu e Eurídice, de Elisabete e Amarildo. Memórias deslocadas do tempo que se tornam histórias anônimas. Obra de arte, denúncia, tentativa que poderia se dizer estéril, não fosse a resistência, não fosse a expressão da inconformidade. Tudo isso na peça que abriu o Encontro Estéticas das Periferias de 2013.

Reportagem coletiva: Marsilac, o distrito mais periférico de São Paulo

Crianças e jovens entre seis e 18 anos saíram pelo bairro para entrevistar moradores durante a oficina “Repórter da Quebrada”, realizada pelo Periferia em Movimento

Vídeo: “Um Olhar Sobre a Brasilândia”, exposição fotográfica sobre esse bairro da zona Norte

Fruto de um curso de fotografia ministrado pelo profissional Arnaldo Pappalardo, com o apoio da Fundação Stickel, a exposição “Um Olhar sobre a Brasilândia” traz uma reflexão sobre esse bairro da periferia da zona norte de São Paulo. As fotos foram tiradas por 18 moradores da Brasilândia que participaram do curso. Quer conferir? A exposição ficará em cartaz […]

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: