Midialivrismo ao Extremo: um papo sobre as narrativas das periferias na Ilha do Bororé

Roda de conversa com midialivristas sobre as narrativas das periferias.(Foto: Ester Souza / Repórter da Quebrada)

Promovido pela Ecoativa, o encontro também contou com oficinas e shows com os rappers Mano Money’s​, Robsoul​ e Drezz do Xemalami Xeque Mate La Misión​. Assista

“Longe não existe”: uma fotorreportagem sobre nossas quebradas

A jornalista Neomísia Silvestre, moradora de São Miguel Paulista (Extremo Leste de São Paulo), produziu uma fotorreportagem com retratos poéticos e cotidianos das periferias. “Longe não existe” quer discutir que essas fronteiras, barreiras invisíveis sobre o que é perto ou longe. Abaixo, mostramos algumas das imagens registradas pelo celular. Para conferir todas, clique aqui. “Manutenção deContinue lendo “Longe não existe”: uma fotorreportagem sobre nossas quebradas

Guaranis entrevistam moradores da aldeia Tekoa Itu, menor terra índigena do Brasil

Aos pés do Pico do Jaraguá e cercados por juruás por todos os lados, 800 indígenas vivem em um pedaço de chão com menos de dois hectares

Com presenças de Haddad e Edi Rock, Cooperifa encerra 6ª Mostra Cultural

Foto: Thiago Borges / Periferia em Movimento)

“Nunca fui a um sarau, mas já sabia o que era. A Cooperifa é famosa”, declarou Fernando Haddad, em entrevista exclusiva ao Periferia em Movimento.

Arte e resistência nas ocupações por moradia do Grajaú

(Foto: Thiago Borges/Periferia em Movimento)

Atividades culturais celebram dois meses de luta de famílias, que ocupam cerca de 20 terrenos no extremo sul de São Paulo para fugir do aluguel.

Reportagem coletiva: Indígenas guaranis noticiam o que acontece na aldeia Tenondé Porã

Durante a oficina de jornalismo realizada pelo Periferia em Movimento, moradores da aldeia Tenondé Porã entrevistaram outros guaranis sobre a vida na comunidade.

Diversidade e força da cultura da quebrada em “Orfeu Mestiço”

Foto: Daniel Pascowitch

Fragmentos, histórias e memórias. Histórias de Orfeu e Eurídice, de Elisabete e Amarildo. Memórias deslocadas do tempo que se tornam histórias anônimas. Obra de arte, denúncia, tentativa que poderia se dizer estéril, não fosse a resistência, não fosse a expressão da inconformidade. Tudo isso na peça que abriu o Encontro Estéticas das Periferias de 2013.

Reportagem coletiva: Marsilac, o distrito mais periférico de São Paulo

(Fotos: Periferia em Movimento/Virada Sustentável)

Crianças e jovens entre seis e 18 anos saíram pelo bairro para entrevistar moradores durante a oficina “Repórter da Quebrada”, realizada pelo Periferia em Movimento

Vídeo: “Um Olhar Sobre a Brasilândia”, exposição fotográfica sobre esse bairro da zona Norte

Fruto de um curso de fotografia ministrado pelo profissional Arnaldo Pappalardo, com o apoio da Fundação Stickel, a exposição “Um Olhar sobre a Brasilândia” traz uma reflexão sobre esse bairro da periferia da zona norte de São Paulo. As fotos foram tiradas por 18 moradores da Brasilândia que participaram do curso. Quer conferir? A exposição ficará em cartazContinue lendo Vídeo: “Um Olhar Sobre a Brasilândia”, exposição fotográfica sobre esse bairro da zona Norte