Eleições: Entre o ódio e o medo, como fica nossa saúde mental? O Periferia em Movimento conversou ao vivo sobre o assunto com a naturóloga Ingryd Oliveira e com a psicóloga Milena Cristina de Abreu, da Roda Terapêutica das Pretas

O Periferia em Movimento conversou ao vivo sobre o assunto com a naturóloga Ingryd Oliveira e com a psicóloga Milena Cristina de Abreu, da Roda Terapêutica das Pretas

Saúde mental da mulher periférica: quais são as alternativas para preservar ou resgatar? Existem serviços públicos especializados para atender casos de saúde mental, mas a demanda é maior que a estrutura e equipe de profissionais disponíveis e muitas mulheres no Extremo Sul recorrem para soluções caseiras ou cuidados alternativos quando o assunto é sua saúde psíquica

Consultoria de Pauta – Elânia Francisca Como anda a saúde psíquica das mulheres do Extremo Sul? Quais delas têm reservado um tempo para cuidar disso e quantas outras julgam que dar atenção para isso é um raro privilégio, já que a rotina de jornadas duplas ou triplas com trabalho, estudo, casa, militância não deixa espaçoContinue lendo Saúde mental da mulher periférica: quais são as alternativas para preservar ou resgatar? Existem serviços públicos especializados para atender casos de saúde mental, mas a demanda é maior que a estrutura e equipe de profissionais disponíveis e muitas mulheres no Extremo Sul recorrem para soluções caseiras ou cuidados alternativos quando o assunto é sua saúde psíquica

Saberes da Natureza: “A gente precisa da folha pra curar” No Grajaú, Dona Beth colhe no quintal as plantas que usa pra rezar e curar quem procura a ela com dores no corpo e na alma

No Grajaú, Dona Beth colhe no quintal as plantas que usa pra rezar e curar quem procura a ela com dores no corpo e na alma. Confira o último episódio da série “Saberes da Natureza”

Saberes da Natureza: “Para ter equilíbrio ambiental, é só não mexer em nada e deixar crescer” Circulamos pelas ruas da ocupação Nova Morada (no Recife) com Nino - um profundo conhecedor do poder medicinal das plantas, saber ameaçado pela especulação imobiliária

Circulamos pelas ruas da ocupação Nova Morada (no Recife) com Nino – um profundo conhecedor do poder medicinal das plantas, saber ameaçado pela especulação imobiliária

É normal sofrer na hora do parto? Um papo necessário entre mulheres da periferia sobre violência no parto, parto humanizado e a importância da informação adequada para nós, mulheres das quebradas

Parir também é um ato político: Um papo necessário entre mulheres da periferia sobre violência no parto, parto humanizado e a importância da informação adequada para nós, mulheres das quebradas

Pioneira no combate a DSTs, organização do Jardim Ângela arrecada dinheiro para manter projetos Com 23 anos de atuação na região do M'Boi Mirim, ONG Conviver é Viver faz desfile e calendário para conseguir recursos e continuar atividades culturais e de conscientização sobre os riscos do sexo desprotegido

Foto: Thiago Borges / Periferia em Movimento

Com 23 anos de atuação na região do M’Boi Mirim, ONG Conviver é Viver faz desfile e calendário para conseguir recursos e continuar atividades culturais e de conscientização sobre os riscos do sexo desprotegido

Na Cidade Ipava, trampo de base contra os riscos de sexo “no pelo” Com 23 anos de atuação no Jardim Ângela, ativistas da ONG Conviver é Viver driblam preconceito e falta de grana para conscientizar população - especialmente a garotada - sobre os riscos do sexo desprotegido

Com 23 anos de atuação no Jardim Ângela, ativistas da ONG Conviver é Viver driblam preconceito e falta de grana para conscientizar população – especialmente a garotada – sobre os riscos do sexo desprotegido

Anna Kesiah queria nascer No Campo Limpo, a Casa Ângela realiza 30 partos humanizados por mês pelo SUS

É possível ter um parto natural e humanizado nas quebradas. Parto também é questão de política pública.

A dor nos relatos de crianças e adolescentes que sofreram violência sexual

Campanha do Cedeca Interlagos rompe o silêncio e chama atenção para o abuso e exploração sexual infanto-juvenil no Extremo Sul de São Paulo

Posto de saúde no Grajaú nega atendimento a moradores de ocupação

Cerca de 150 moradores da ocupação Jardim da União realizaram na manhã desta quarta-feira (29 de outubro) uma marcha silenciosa até a Unidade Básica de Saúde (UBS) da Chácara do Conde, localizada no distrito do Grajaú, Extremo Sul de São Paulo. Eles cobram explicações sobre a negação de atendimento às famílias da ocupação por moradia, que surgiuContinue lendo Posto de saúde no Grajaú nega atendimento a moradores de ocupação