Um ano sem Marielle

Nesta quinta-feira (14 de março), completa-se um ano do assassinato de Marielle Franco, então vereadora pelo PSOL no Rio de Janeiro. E em busca de justiça para o caso, atos acontecem em todo o País.

2018 na memória, 2019 no radar

Depois de um ano intenso e desafiador, paramos pra refletir e voltar com tudo no aniversário de dez anos de atuação da Periferia em Movimento. Relembre com a gente o que foi notícia por aqui!

#QueroViver: “Falar de Direitos Humanos tá no nosso dia a dia”

Moradora do Complexo do Alemão, Lana de Souza faz parte do Coletivo Papo Reto – que pauta principalmente uma política de segurança pública a partir da favela

#QueroViver: “A galera que nasce na periferia não vê uma porta”

Moradora da Bomba, periferia do Recife, Priscilla Melo vê como reflexo dessa estrutura uma juventude sem perspectiva de futuro

#QueroViver: “As pessoas só conhecem seus direitos quando são lesadas de alguma forma”

A vivência de Roger Beat Jesus no Capão Redondo (zona Sul de São Paulo) mostra que a compreensão sobre Direitos Humanos acontece geralmente quando percebemos que eles foram violados

#QueroViver: “Tentam nos desumanizar o tempo todo para que a gente não tenha nossos direitos”

Há um recorte para garantir os Direitos Humanos? Fernanda Viana, do Rio de Janeiro, dá a visão

#QueroViver: “Nosso cotidiano é criminalizado”

Moradora e comunicadora comunitária há mais de 20 anos da Maré, Gizele Martins denuncia uma sociedade que naturaliza o genocídio

#QueroViver: “Sinto os Direitos Humanos tanto na ausência quanto na solidariedade de quem luta”

Militante do movimento Luta Popular e editora da Revista Amazonas, Helena Silvestre destaca quem luta para ter seus direitos garantidos

#QueroViver: “A gente tem que pensar em um modelo de sociedade que garanta a vida”

Para Priscila Gadelha, psicóloga e integrante da Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas (Renfa) em Pernambuco, se entender enquanto seres da natureza é essencial para a gente constituir nossa humanidade em outro patamar – sem essa divisão.

#QueroViver: “Lutar por direitos é nossa vivência, porque o Estado nos nega”

Liderança na favela de Manguinhos (no Rio), Fransérgio Goulart lembra que na quebrada a luta por Direitos Humanos passa por ter água até o combate à violência policial

%d blogueiros gostam disto: