Periferia Trans 2016: A transgressão dos corpos sobe aos palcos

Rico Dalasam dá a partida: o Periferia Trans está de volta! De 2 de abril a 1º de maio, corpos em transgressão no Galpão Cultural Humbalada, no Grajaú

E esse passinho, de onde ele vem?

A Batalha do Passinho: dos bailes no Rio pra tela do projeto Afrobase, na zona Oeste de São Paulo

Grupo de funk feminista Pagufunk se apresenta e debate na Ilha do Bororé

O coletivo feminista periférico Mulheres na Luta exibe o teaser do documentário “Mulheres em Cena na Quebrada” e, na sequência, tem funk feminista do Pagufunk

Grajaú: samba, rap e funk descendo a viela

Na virada de domingo pra segunda (06 e 07 de setembro), acontece a terceira edição do evento Art e Sonoridade de Quebrada em uma península à margem da represa Billings.

Funk e rap contra a redução da maioridade penal

Jovens, professores, artistas e movimentos sociais das periferias promovem sábado (22 de agosto) o festival #15CONTRA16 contra a redução da maioridade penal

Projeto coloca “interrogações” na cabeça de molecada

No Extremo Sul, Projeto Possibilidades atrai em média 150 adolescentes por mês com debates sobre redução da maioridade penal, homofobia ou funk.

Primeiro Sarau das Mina apresenta Pagufunk, grupo de funk carioca feminista

Organizado pelas Mulheres na Luta no Grajaú, o primeiro Sarau das Mina apresenta o grupo de funk carioca feminista Pagufunk. Ouça!

A escola, a juventude, o funk e a periferia de São Paulo

*Por Alexandre Barbosa Pereira (foto), professor da Unifesp e pesquisador do Núcleo de Antropologia Urbana da Universidade de São Paulo (NAU/USP) Gostaria de discutir aqui a realidade da educação dos jovens a partir de pesquisa que fiz em escolas de ensino médio em bairros da periferia de São Paulo para o meu doutorado, que pode serContinue lendo A escola, a juventude, o funk e a periferia de São Paulo

A Batalha do Passinho e os espaços consquistados pelo funk

A Batalha do Passinho é uma manifestação recente que surgiu nos morros do Rio de Janeiro e, agora, encontra seguidores também em São Paulo.

A descriminalização do hip hop em tempos de repressão ao funk

A repressão a movimentos das periferias não é de hoje. O hip hop passou por uma marginalização que o samba já sofreu e que agora atinge o funk.