O que falar diante de 100 mil vidas perdidas?

Editorial

SP: Para 85%, pandemia escancara que cidade precisa reduzir desigualdades

Veja dados da pesquisa da Rede Nossa São Paulo

Após auxílio emergencial, campanha defende renda básica permanente de 1 salário mínimo

Em agosto, brasileiros devem receber última parcela de R$ 600 do auxílio emergencial. Movimento quer que renda básica seja permanente. Entenda!

Inscreva-se: Prêmio reconhece estudantes de Jornalismo

Premiação tem como tema a pandemia de coronavírus

Em minidocumentário, Periferia em Movimento aborda mídias, identidades e pandemia de coronavírus

Confira “Interrompemos a Programação (?)”

Familiares de presos na pandemia: Falta comida em casa, brota preocupação com o parente no cárcere

Quase 70% das famílias não têm contato com seus entes queridos que estão encarcerados desde início da pandemia. Para 54,1%, a saúde dos detentos é a principal preocupação. E 34% estão com dificuldade para conseguir manter a alimentação.

Com cesta básica nas costas, periféricos apontam para um “novo normal” com direitos garantidos

Em regiões com altos índices de vulnerabilidade social na cidade de São Paulo, solidariedade faz a diferença em meio à crise do coronavírus. E quem tá na linha de frente destaca: vamos cobrar políticas públicas

A luta contra a bala, contra o vírus e contra a banalização da morte

O Estado brasileiro continua matando à bala em meio ao massacre do coronavírus

“Breque dos Apps”: A gente viu os entregadores dominarem as pistas

Reportagem de Julia Vitoria, especial para Periferia em Movimento. Edição por Thiago Borges Logo cedo, o barulho de escapamento das motos acordou a cidade de São Paulo. Diferente de outros dias, em que bikers e principalmente motocas carregam a metrópole literalmente nas costas sem chamar a atenção, o bololo desta quarta-feira (01/07) chamou no grau […]

Entregadores chamam aplicativos no grau: o que você tem a ver com isso?

O bololo vai tocar nas pistas nesta quarta-feira (01/07), quando motocas e bikers pretendem fazer aplicativos de comida beijarem o asfalto. Isso porque entregadores se mobilizam para o “breque dos apps”, com paralisação dos serviços como Ifood, Uber Eats, Rappi entre outros em ao menos 18 estados brasileiros.

ALERTA! Coronavírus e as quebradas

Confira nossa cobertura

Apoie nossa cobertura jornalística

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: