Tribunal Popular: povo julga Estado por genocídio

Moradores da Zona Sul de São Paulo colocam o Estado no banco dos réus para julgá-lo pelo genocídio negro, dos povos indígenas, pobres e periféricos

516 anos de golpe

Dilma só reconheceu as terras dos Guarani Mbya no Extremo Sul de São Paulo aos 45′ do segundo tempo de seu governo. E agora, com o golpista Temer no poder, os indígenas se preparam para resistir a possíveis novos ataques

Encontro debate como combater o racismo na educação

A programação inclui curtas-metragens e debates sobre os povos indígenas, religiosidade e subjetividade africanas e exemplos práticos de combate ao racismo por meio da educação dentro e fora das escolas.

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: