Alexssandro, Erik e Kelvin: Amigos de infância tiravam um lazer e acabaram presos sem provas

Jovens utilizavam quadra de escola no Capão Redondo quando foram surpreendidos pela PM em uma perseguição e acabaram indiciados por um crime que não cometeram. Familiares e amigos lutam por liberdade e para provar a inocência dos rapazes

Forjado: Corrida com a cachorra, investimentos na Bolsa e outros sonhos interrompidos de um jovem negro da periferia

Há 30 dias, Gabriel Apolinário foi preso em flagrante pela PM no Jardim São Luís acusado de tráfico de drogas. A família luta pra provar sua inocência

Coronavírus vira nova justificativa para violência policial nas periferias, alertam militantes

Reportagem de Laís Diogo e Thiago Borges Na semana santa, o jovem F. largou a quarentena e foi pedalar com amigos em uma praça do Grajaú, no Extremo Sul de São Paulo. Naquela noite, eles tomavam açaí enquanto outras pessoas bebiam e alguns meninos davam grau de bike. Até que a Polícia Militar chegou atacando […]

Na semana dos Direitos Humanos, Paraisópolis marcha contra o genocídio

Outras atividades abordam questões das mulheres negras e periféricas, violência e prisões sem provas

EDITORIAL: No Baile da DZ7 e todos os dias do ano, o Estado racista persegue, encurrala, pisoteia e mata a gente

Opinião da Periferia em Movimento

No 7º dia da morte de Ágatha, movimentos protestam pela vida e contra genocídio negro

Formada por diversas entidades do movimento negro pelo País, a Coalização Negra por Direitos convoca para as 18h desta sexta-feira (27/09), na avenida Paulista, em São Paulo, uma manifestação pelo direito à vida e contra o genocídio negro praticado pelo Estado brasileiro.

Em 2017, a PM enquadrou 2,5 mil pessoas por dia. Mas será que é isso mesmo?

Dados obtidos pelo Periferia em Movimento por meio da Lei de Acesso à Informação mostram redução de abordagens em comparação a 2015; especialistas e militantes contestam metodologia da Polícia

Enquadro: o que a Polícia pode ou não pode fazer?

Mãos pra trás, cabeça baixa, tem passagem, mexe com droga, sim senhor, não senhor, circulando… Expressões comuns numa abordagem, e que os entrevistados repetiram. Isso quando não rola assédio, agressão ou até ameaça. Apesar de comuns, tais atitudes não podem ser naturalizadas

“Foi o ‘Neguinho'”: Jovem é tirado da cama por PMs e preso por crime que não cometeu

Diego, um jovem de 23 anos que mora no Capão Redondo e estuda no CIEJA Campo Limpo, acaba de entrar para as estatísticas da seletiva justiça verde e amarela

#ACracoRESISTE | Por que nós lutamos pelas vidas da cracolândia?

Estivemos na Cracolândia durante o Sarau da #ACracoResiste, no dia 13 de maio. De lá pra cá, em duas semanas, a violência policial que já estava grande, tomou as piores proporções possíveis.

ALERTA! Coronavírus e as quebradas

Confira nossa cobertura

Apoie nossa cobertura jornalística

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: