516 anos de golpe Não é de hoje que os Guarani Mbya estão na resistência. No governo Dilma (PT), foram enrolados até conquistar com muita luta o reconhecimento de suas terras no Extremo Sul de São Paulo. Mas a mudança para o governo do golpista Michel Temer acende um alerta com a possibilidade de novos ataques aos direitos dos povos originários

Dilma só reconheceu as terras dos Guarani Mbya no Extremo Sul de São Paulo aos 45′ do segundo tempo de seu governo. E agora, com o golpista Temer no poder, os indígenas se preparam para resistir a possíveis novos ataques

Arte e Resistência! Domingo é dia de Casarão Arte Livre no Jaraguá No dia 26 de junho, das 09 às 18h, Casarão do Parque Pinheirinho D'água recebe atividades pra família toda

No próximo domingo, 26 de junho, o Coletivo Ocupa Pinheirinho promove a Sétima Edição do Casarão Arte Livre, no Jaraguá.

“Agosto Indígena”: Mostra exibe filmes com temática indígena no Centro de São Paulo

A partir desta quarta (05 de agosto) até dia 19, o Cine Olido recebe uma mostra de cinema em 23 sessões com programação dedicada à temática indígena

Aldeias guaranis lutam por território na cidade

  Por Thiago Borges Fora da área urbana, o município de São Paulo tem três territórios indígenas demarcados pela Funai em favor do povo guarani: o do Jaraguá, com 800 moradores, na zona Noroeste da cidade; o Tenondê Porã e o Krukutu, com mais de 1.000 habitantes, no Extremo Sul. Nessas terras indígenas, as comunidadesContinue lendo Aldeias guaranis lutam por território na cidade

Guaranis entrevistam moradores da aldeia Tekoa Itu, menor terra índigena do Brasil

Aos pés do Pico do Jaraguá e cercados por juruás por todos os lados, 800 indígenas vivem em um pedaço de chão com menos de dois hectares