Música, poesia, política e alimentação: Assim foi o Festival do Fórum de Cultura do Grajaú Confira fotos das atividades que rolaram no Galpão Cultural Humbalada no domingo, 16 de julho, no Grajaú

No dia 16 de julho, o Galpão Cultural Humbalada sediou o primeiro Festival do Forúm de Cultura Grajaú, evento aberto, que reuniu artistas, grupos culturais e moradores da região

Vereadores “pixam” muro no Grajaú após Câmara aprovar e Doria sancionar lei da cidade cinza Coletivo de grafiteiros convidou parlamentares a conhecer distrito que é referência na arte urbana. Nova lei estabelece multa por intervenções não-autorizadas e restringe venda de latas de spray

Coletivo de grafiteiros convidou parlamentares a conhecer distrito que é referência na arte urbana. Nova lei estabelece multa por intervenções não-autorizadas e restringe venda de latas de spray

“Cidade Linda pra quem?”: coletivo de grafiteiros questiona ações da gestão Doria Formado por artistas e agentes marginais do Extremo Sul de São Paulo, o coletivo Imargem aponta para a falta de diálogo por parte dos novos inquilinos da Prefeitura e o cenário de repressão que se desenha no horizonte

Formado por artistas e agentes marginais do Extremo Sul de São Paulo, o coletivo Imargem aponta para a falta de diálogo por parte dos novos inquilinos da Prefeitura e o cenário de repressão que se desenha no horizonte

Niggaz da Hora: exposição estreia no bairro natal de lenda do graffiti Morador do Grajaú, Niggaz foi um percursor do graffiti, sendo o primeiro grafiteiro a cruzar a fronteira entre periferia e centro de São Paulo e tornando-se um dos ícones do muralismo na cidade

Foto Henrique Madeira

Morador do Grajaú, Niggaz foi um percursor do graffiti, sendo o primeiro grafiteiro a cruzar a fronteira entre periferia e centro de São Paulo e tornando-se um dos ícones do muralismo na cidade

Niggaz da Hora: livro retrata lenda do graffiti Morador do Grajaú, no Extremo Sul de São Paulo, Niggaz foi um percursor do graffiti, sendo o primeiro grafiteiro a cruzar a fronteira entre periferia e centro de São Paulo. Ele morreu em maio de 2003, nas águas da represa Billings

Morador do Grajaú, no Extremo Sul de São Paulo, Niggaz foi um percursor do graffiti, sendo o primeiro grafiteiro a cruzar a fronteira entre periferia e centro de São Paulo. Ele morreu em maio de 2003, nas águas da represa Billings

De bike na quebrada: da economia de grana à tomada do espaço público O coletivo Bike Zona Sul discute a mobilidade urbana pela ótica de ciclistas no Extremo Sul e promove um rolê pelos pontos artísticos do Grajaú. A atividade faz parte da programação da Virada Sustentável e do Encontro Estéticas das Periferias na região. Confira a programação completa

O coletivo Bike Zona Sul discute a mobilidade urbana pela ótica de ciclistas no Extremo Sul e promove um rolê pelos pontos artísticos do Grajaú. A atividade faz parte da programação da Virada Sustentável e do Estéticas das Periferias

Sucupira Resiste e lembra jovens mortos pelo Estado Por Dudinha e por todos e todas jovens que morreram nas mãos do Estado, movimentos sociais, artistas, coletivos e moradores da Favela Sucupira se reuniram no último domingo (29 de maio) para homenagear as vítimas e denunciar o genocídio do povo preto praticado pela polícia.

Por Dudinha e por todos e todas jovens que morreram nas mãos do Estado, movimentos sociais, artistas, coletivos e moradores da Favela Sucupira se reuniram para homenagear as vítimas e denunciar o genocídio

Quem luta por nós? Um recorte sobre golpes, panelas, lágrimas e quintais compartilhados

Manifestação contra Michel Temer na Virada Cultural. (Foto: Arrua Coletivo)

Falamos com artistas, coletivos e militantes de movimentos sociais do Extremo Sul de São Paulo (onde atuamos geograficamente) para saber se e como a conjuntura nacional impacta no trampo de quem tá na ponta, na beira da represa, sem holofotes e sinal de internet.

“Sucupira Resiste”: Ato contra o genocídio denuncia extermínio de jovens por policiais no Grajaú Artistas, coletivos e movimentos do Extremo Sul realizam ato em favela onde adolescente negro foi assassinado por PMs um ano atrás

No domingo, 29 de maio, Ato reúne a quebrada para lembrar as mortes de jovens periféricos e do povo preto pela repressão policial e lutar por mudanças.

É o clima: O que as quebradas e aldeias têm a ver com a COP 21?

(Foto: Paulo Pereira)

A partir da próxima segunda (30), representantes de governos e da sociedade civil de países de todo o mundo se encontram em Paris para discutir ações para frear as mudanças climáticas no planeta durante a 21ª Conferência do Clima ( COP 21 ) das Nações Unidas. Tá, e daí? E daí, que os principais prejudicadosContinue lendo É o clima: O que as quebradas e aldeias têm a ver com a COP 21?