Por Carolina Messias

Sarau: substantivo masculino. Reunião festiva, geralmente noturna, para ouvir música, conversar, dançar.

No último sábado de julho, deixei a definição do dicionário de lado pra conhecer ao vivo como funciona um sarau. Nos últimos 10 anos, esse movimento cresceu, ganhou importância e se consolidou na cena cultural paulistana a partir das ações de poetas, escritores e artistas de outras vertentes das periferias de São Paulo.

(Foto: Divulgação/ Sarau do Grajaú)
Daniel Alexandrino, um dos organizadores do Sarau do Grajaú. (Foto: Divulgação/ Sarau do Grajaú)

Colei no Sarau do Grajaú, que acontece há 5 anos próximo aos prédios do conjunto habitacional do BNH, no Extremo Sul da cidade. O evento acontece dentro do bar da Tia Nilde, que carinhosamente acolhe a todos dentro do espaço. Tem de tudo: banda jovem, biblioteca comunitária, velhos e novos amigos, o bom som do violão, caldos para esquentar, peça teatral, cerveja para relaxar, gente que atravessa a cidade para prestigiar e um lugar para qualquer um apresentar sua arte.

Corintiano roxo, Mau Rodrigues divide o coração entre o time e as poesias que escreve e declama entre lágrimas. Ele é um dos organizadores do sarau e explica que a ideia é fomentar um espaço na periferia com literatura, rap e todos os tipos de músicas.

Um simpático senhor recitou a poesia que fez para sua amada. Outro senhor, que não falta a nenhum encontro, fez o que mais gosta: cantar Roberto Carlos. Fomos contemplados com uma peça teatral sobre a dificuldade que um jovem homossexual enfrenta dentro de casa com a família.

“Pai” orgulhoso, Daniel Alexandrino fala do projeto que idealizou como a “festa mais linda da periferia” – e garantiu que todos nós temos algo bonito para mostrar e que aquele lugar pequeno, mas repleto de muito carinho, era ideal para expressar a arte.

Fim de semana da poesia

O Sarau do Grajaú acontece todo último sábado do mês. Neste dia 31 de agosto, o encontro acontece a partir das 19h30, na rua Antônio Comenale, 166 – Parque Cocaia (Grajaú, Extremo Sul de São Paulo). Saiba mais aqui.

Em outras periferias da Zona Sul de São Paulo, a poesia também pede passagem.

Nesta quinta (29 de agosto), o Sarau das Imbuias recebe Erica Girassol lançando seus zines; e Lua Nova, com um pocket show de músicas autorais e clássicos da música brasileira. Ambas fazem parte do Espaço GiraSol, no Vargem Grande, em Parelheiros. O sarau ocorre a partir das 21h, no Balburdya Rock Bar, que fica na rua José Solana, 341 – Jardim das Imbuias (Extremo Sul de São Paulo). Confira mais detalhes aqui.

Na sexta (30 de agosto), as mulheres do Centro de Arte e Promoção Social do Grajaú – CAPSArtes promovem o Sarau Constelação Poética, como parte da programação do Encontro Estéticas das Periferias. Às 19h, no Centro Cultural Grajaú, que fica na rua Professor Oscar Barreto Filho, 242. Confira aqui.

Em outro canto da Zona Sul, os estudantes da Escola Estadual Luís Magalhães de Araújo recebem a segunda edição do Sarau Apoema e o Maga Slam, que por meio da competição de poesias procura abrir um leque de conhecimento e visão nas quebradas. A partir das 19h, na Estrada do M’Boi Mirim, 3583 – Jardim das Flores. Saiba mais.

Na mesma noite, o Sarau das Águas recebe a cantora, compositora e multi-instrumentista Renata Lobo. A partir das 20h, na rua Cambuci do Vale, 109 – Cidade Dutra. Veja aqui.

Participe da discussão

2 comentários

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: