A quebrada é meu parquinho

Reportagem do projeto #NoCentroDaPauta aborda direito de brincar nas periferias

“AmarElo”, de Emicida, e mais 04 lançamentos musicais da quebrada que você precisa ouvir!

Nayra Lays, Pagode da 27, Aborigens e a cypher do Quebrada Groove estão nesta lista

#QuebradaGourmet: Numa laje do Capão Redondo, Casa da Feijoada é referência

Sábado é o dia nacional de comer feijoada. E no Capão, é a única opção no cardápio de um restaurante ícone da quebrada.

#NossoBonde: “Tá na hora de conversar com as pessoas no miudinho”

O produtor cultural e militante antirracista Kleber Luís faz parte do #NossoBonde

#Matriarcas: Mãe de 08 filhos e vó de uma quebrada inteira, Cidona “samba” sobre os perrengues

Conheça a história de Aparecida Maria, a Cidona

Por que o Movimento Cultural das Periferias rachou com a Secretaria de Cultura de São Paulo?

“A periferia não cabe no plano de ação da Secretaria Municipal de Cultura”.

#NossoBonde: “As periferias têm muitas necessidades, mas também têm muitas riquezas”

Fundador da A Banca, DJ Bola é cria do Jardim Ângela e faz parte de #NossoBonde

Dez anos depois, Casa de Cultura de Parelheiros finalmente é inaugurada

Construído em 2009 pela Prefeitura de São Paulo, prédio destinado à cultura abrigava conselho tutelar. Coletivos culturais comemoram vitória em luta histórica

“A caneta é seu troféu”: morre a poeta Tula Pilar

Nesta quinta-feira (11/04), a cultura periférica recebeu a notícia da morte de Tula Pilar. A poeta mineira ganhou reconhecimento nos saraus das quebradas de São Paulo, sempre com um sorriso no rosto. Criada nas casas de famílias abastadas para as quais a mãe trabalhava em Belo Horizonte, Tula também foi empregada doméstica. As histórias de sua vida e de seus antepassados se fazem presentes em seus versos, que ela escreve desde sempre. Agora, a poeta se junta aos seus ancestrais. Tula faleceu aos 49 anos no pronto socorro Dr. Akira, em Taboão da Serra, e deixa três filhos. Confira abaixo um perfil da escritora.

Quando a quebrada é verso e prosa

Primeira Festa Literária do Grajaú ocupa CEUs do Extremo Sul de São Paulo com arte, cultura e reflexão

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: