Em Caravana das Periferias, coletivos e movimentos sociais apresentam demandas ao governo federal

Em Caravana das Periferias, coletivos e movimentos sociais apresentam demandas ao governo federal

Ação promovida pela Secretaria Nacional de Periferias do governo federal circulou por mais de 50 territórios periféricos em 30 municípios

Compartilhe!

Por Thiago Borges. Colaboração: Laís Diogo. Edição de vídeo e distribuição: Vênuz Capel

No último sábado (18/11), centenas de pessoas de diferentes quebradas de São Paulo se reuniram na quadra da organização Comunidade Cidadã, no Grajaú (Extremo Sul paulistano), para participar da Caravana das Periferias. Promovida pela Secretaria Nacional de Periferias, que faz parte do Ministério das Cidades, a atividade percorreu mais de 50 territórios em 30 cidades do País em 2023. De acordo com o secretário Guilherme Simões, a proposta é conhecer iniciativas, ouvir demandas e levantar propostas que podem subsidiar a criação de políticas públicas.

Em São Paulo, mais de 70 representantes de coletivos e movimentos foram organizados em 5 eixos temáticos: Educação, Cultura, Meio Ambiente, Moradia e Trabalho e Renda. A partir das discussões prévias nesses eixos, cada grupo apresentou e entregou um documento a Simões – entre as propostas, estão regularização fundiária e preservação ambiental e desenvolvimento econômico que leve em consideração os arranjos criados nos territórios periféricos.

O evento contou com o lançamento do programa de mentoria Mulheres Negras Liderando Cidades Resilientes, que consiste no acompanhamento e fomento a 5 lideranças em territórios periféricos de diferentes regiões do País para ampliar o debate sobre a crise climática.

Em fevereiro deste ano, Simões destacou em entrevista à Periferia em Movimento que neste ano a Secretaria focaria na redução de riscos em comunidades sujeitas a enchentes e deslizamentos, como as que castigam as quebradas de São Paulo todos os anos. A prevenção de riscos e a urbanização de favelas são as principais atribuições do órgão.

Integrante do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Simões liderou um evento que contou com outros nomes do MTST, como a deputada estadual Ediane Maria e o deputado federal e pré-candidato a prefeito Guilherme Boulos, ambos do PSOL. Jader Filho (MDB), ministro das Cidades, participou por meio de chamada de vídeo, enquanto seu colega de partido e atual prefeito paulistano, Ricardo Nunes, não compareceu ao evento. Apresentações do Pagode da 27 e do Slam da Guilhermina também compuseram a Caravana em São Paulo, última edição desse tipo de ação neste ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe:

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Comente usando o facebook

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Comente usando o facebook

Nosso manifesto:

Nossas redes sociais:

Notícias recentes:

Confira também

Posts relacionados

Apoie!
Pular para o conteúdo