Estudantes prometem paralisar escolas e ocupar ruas contra Reforma do Ensino Médio

Proposta do governo federal organiza currículo por “áreas de conhecimento”, torna apenas Português e Matemática disciplinas obrigatórias e permite até ensino à distância

Educação pública em xeque

Estado corta investimentos em um sistema já sucateado, enquanto surgem propostas que podem prejudicar a população mais pobre. Como educadores e agentes culturais das quebradas resistem e apontam alternativas?

%d blogueiros gostam disto: