Chacina de Osasco e Barueri: 6 anos depois, mães seguem na luta por justiça

No último sábado (14/8), um pequeno grupo relembrava o massacre que deixou 22 pessoas e 7 feridas nos municípios da Grande SP

Mães de Maio denunciam 15 anos sem justiça após crimes cometidos pelo Estado de SP

Em 2006, mais de 500 pessoas foram mortas por agentes do governo paulista. Mães de Maio denunciam falta de resposta em série de atividades

A luta contra a bala, contra o vírus e contra a banalização da morte

O Estado brasileiro continua matando à bala em meio ao massacre do coronavírus

“Venceremos”: Qual é o projeto do povo negro para o Brasil? Confira!

Um projeto baseado na potência transformadora de mulheres, homens, jovens, pessoas LGBTQI+, favelados e periféricos, aquilombados e ribeirinhos, encarcerados e em situação de rua, negras e negros que formam a maioria do povo brasileiro. Assim é o projeto de país idealizado e assumido pode dezenas de organizações do movimento negro espalhadas pelo território nacional, formalizado …

Coalizão Negra por Direitos realiza primeiro Encontro Internacional; inscreva-se

Encontro acontece entre sexta-feira e sábado (29 e 30/11), no centro de São Paulo

Playlist de outubro: De Rashid a Thiago Elniño, músicas falam de resistência negra, afetividade e direitos na quebrada

Rashid, Alaafin, Thiago Elniño e mais!

Basta de Genocídio! Veja a programação da 2ª Semana de Direitos Humanos de Perus

A programação da 2ª Semana de Direitos Humanos tem como tema geral: “Basta de Genocídio contra negros, jovens, mulheres, LGBTs, indígenas e pobres.

Genocídio nas Américas: de um país a outro, vítimas do estado têm mesma cor e endereço

No continente americano, que concentra 43 das 50 cidades com as mais altas taxas de homicídios do mundo, as vítimas não têm apenas pouca idade: são em sua maioria descendentes de povos indígenas nativos e de africanos raptados e escravizados por europeus.

#Memória2016: Uma década depois dos Crimes de Maio, o Estado segue deixando mães sem filhos

Ítalo ou Matheus. 10 ou 24 anos. No Morumbi, no Grajaú, na Favela Sucupira, na Zona Leste… Com golpe ou sem golpe para trocar os comandantes no andar de cima, o genocídio do povo negro continua

#BlackBraziliansMatter: Após ocupação da SSP, movimentos fazem novo ato contra genocídio

Encontro marca lançamento de livro sobre as Mães de Maio e campanha internacional #BlackBraziliansMatter. Grupos caminha até a Secretaria de Segurança Pública, ocupada semana passada contra a execução de cinco jovens na ZL

ALERTA! Coronavírus e as quebradas

Confira nossa cobertura

Apoie nossa cobertura jornalística

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: