Encontro no Capão Redondo debate formas de combate à violência Promovido pelo CDHEP Campo Limpo, Fórum de Justiça Restaurativa Comunitária acontece de 28 a 30 de novembro

O Brasil tem um imenso potencial humano, porém, ao mesmo tempo, é um dos países mais desiguais e com uma das maiores taxas de homicídios no mundo. De acordo com levantamento do Ministério da Saúde, em 2016 foram registrados 62.517 homicídios, índice que coloca o país em 9º no ranking mundial. Desse total, 33.590 eramContinue lendo Encontro no Capão Redondo debate formas de combate à violência Promovido pelo CDHEP Campo Limpo, Fórum de Justiça Restaurativa Comunitária acontece de 28 a 30 de novembro

Eleições, saúde e literatura: 04 encontros protagonizados por mulheres na Zona Sul de SP

Neste final de semana, em diferentes pontos da Zona Sul de São Paulo, mulheres organizam diferentes encontros para abordar diversos assuntos. O Periferia em Movimento lista 04 desses momentos para você se envolver também. Confira!

Curso discute mídia e valores no Campo Limpo Neste sábado, Usina de Valores recebe convidados para falar sobre possibilidades de ferramentas de comunicação on-line e off-line, e a estratégia necessária para disseminar informações em cada plataforma

Neste sábado, Usina de Valores recebe convidados para falar sobre possibilidades de ferramentas de comunicação on-line e off-line, e a estratégia necessária para disseminar informações em cada plataforma

Qual é o papel da mídia na disseminação de valores? Periferia em Movimento participa de formação do projeto Usina de Valores que acontece neste sábado (21 de julho)

Periferia em Movimento participa de formação do projeto Usina de Valores que acontece neste sábado (21 de julho)

Um papo sobe escola, racismo e violência

Com a recorrência de casos de violência e racismo em escolas públicas, o Coletivo Katu convida para formação com a Defensoria Pública

De volta ao Cemitério São Luiz, contra o genocídio nas periferias

Enterro de Lucas no Cemitério São Luiz (Foto: Rafael Bonifácio / Ponte)

Em cemitério onde milhares de jovens vítimas da violência foram enterrados nos anos 1990, sociedade civil reivindica rede de proteção aos familiares de quem sofreu violência estatal.

Um dia antes da audiência pública, foi enterrado no local o corpo do adolescente Lucas Custódio dos Santos, adolescente negro de 16 anos assassinado por agentes da Polícia Militar no Grajaú.