Movimentos denunciam remoções sem ordem judicial em plena pandemia

Desde 2020, mais de 600 famílias sofreram remoções “administrativas” na Grande SP. Projeto de lei recém-aprovado proíbe despejos no Estado

Contra remoções, movimentos por moradia defendem ocupações com preservação ambiental

Será que não dá pra morar nessas áreas e, ao mesmo, preservar os recursos naturais?

Extremo Sul: um reservatório de tensões do Grajaú a Parelheiros

Enquanto o Estado não garante o direito à moradia, perder a casa é uma ameaça constante para quem vive entre as represas Billings e Guarapiranga

CAIU TUDO POR AÍ?

Siga a gente no Twitter!

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: