“Terreiros de Memória”: Coletivo Malungo estreia websérie sobre africanidades O evento também apresentará ao público a primeira edição do Caderno Ilustrado Africanidades Brasileiras

O Coletivo Malungo – Não Deixe sua Cor Passar em Branco vai celebrar no próximo sábado, 18 de março, a partir das 14h, o lançamento da sua websérie “Terreiros de Memórias” e do Caderno Ilustrado Africanidades Brasileiras.

Coletivo Malungo seleciona grupos para gravar coletânea educativa de combate ao racismo O objetivo é elaborar um material educativo e cultural para educadores. Inscrições vão até o dia 31 de julho. Saiba como participar.

O objetivo é elaborar um material educativo e cultural para educadores. Inscrições vão até o dia 31 de julho. Saiba como participar.

#Memória2015: Dos quilombos às quebradas, cultura e identidade mais fortes

(foto: Divulgação/Percubeat)

2015 foi o ano de conhecer e fortalecer ainda mais as manifestações culturais marginais e periféricas, expressões nossas e para nós, sobre nossas raízes e identidade.

Contra competição entre mulheres, Coletivo Malungo convoca encontro solidário

(Foto: Edu Graja)

A interação social entre mulheres, seja de cunho fraternal ou não, é fortemente influenciada pela competitividade e animosidade.

Encontro discute saúde da mulher e alternativas de empoderamento e autonomia

Realizado pelo Coletivo Malungo, objetivo é pensar coletivamente a precaridade da saúde pública e quais são as alternativas para as mulheres

Encontro debate como combater o racismo na educação

A programação inclui curtas-metragens e debates sobre os povos indígenas, religiosidade e subjetividade africanas e exemplos práticos de combate ao racismo por meio da educação dentro e fora das escolas.

Quilombos contemporâneos: Coletivo Malungo fortalece resistência negra nas quebradas

Por meio da cultura e educação, o Malungo resgata a matriz africana na nossa formação e como seus elementos estão fortemente presentes nas periferias – ainda que muitas vezes a gente nem se dê conta.

No Grajaú: Intervenções para empoderar e refletir sobre a identidade da mulher negra

O encontro “Reflexões sobre a identidade da mulher negra” acontece no domingo (12/04), com roda de conversa e oficina de lambe-lambe.