#Memória2016: Uma década depois dos Crimes de Maio, o Estado segue deixando mães sem filhos

Ítalo ou Matheus. 10 ou 24 anos. No Morumbi, no Grajaú, na Favela Sucupira, na Zona Leste… Com golpe ou sem golpe para trocar os comandantes no andar de cima, o genocídio do povo negro continua

“Ítalo vive”: um papo reto de militantes negros para brancos do Morumbi favoráveis à violência policial

Manifestantes contra e a favor à Polícia Militar ficam frente a frente em atos no Palácio dos Bandeirantes, que aconteceram após a morte de menino de 10 anos por integrantes da corporação

× Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: