Por uma cidade justa: Articular, ocupar e resistir! Vem aí a 22ª Caminhada Pela Vida e Pela Paz Desde 1995, a Caminhada denuncia a violência do estado que mata a juventude negra e periférica no trajeto pelo Jardim Ângela

O evento acontece desde 1995 na Zona Sul de São Paulo. Na época, o terceiro cemitério de São Paulo era destino das violências que marcaram o “triângulo da morte”: Jardim Ângela, Jardim São Luís e Capão Redondo.

“Ítalo vive”: um papo reto de militantes negros para brancos do Morumbi favoráveis à violência policial Manifestantes contra e a favor à Polícia Militar ficam frente a frente em atos no Palácio dos Bandeirantes, que aconteceram após a morte de menino de 10 anos por integrantes da corporação

Foto: Thiago Borges / Periferia em Movimento

Manifestantes contra e a favor à Polícia Militar ficam frente a frente em atos no Palácio dos Bandeirantes, que aconteceram após a morte de menino de 10 anos por integrantes da corporação