Pelo 23º ano seguido, Zona Sul marcha por direitos até Cemitério São Luiz

Com saídas do Jardim Ângela, Jardim São Luiz e Capão Redondo, Caminhada pela Vida e pela Paz acontece no dia de finados (02 de novembro)

De volta ao Cemitério São Luiz, contra o genocídio nas periferias

Em cemitério onde milhares de jovens vítimas da violência foram enterrados nos anos 1990, sociedade civil reivindica rede de proteção aos familiares de quem sofreu violência estatal.

Um dia antes da audiência pública, foi enterrado no local o corpo do adolescente Lucas Custódio dos Santos, adolescente negro de 16 anos assassinado por agentes da Polícia Militar no Grajaú.

%d blogueiros gostam disto: