“Ceasa da favela” democratiza comida sem veneno na periferia de SP

“Ceasa da favela” democratiza comida sem veneno na periferia de SP

Fernanda Souza

Fernanda Souza

Com vendas em loja física e pelo whatsapp, Sacolão Organicamente oferece frutas, verduras, legumes e produtos processados na zona Sul paulistana

Fotos e reportagem por Fernanda Souza

Orientação de reportagem: Gisele Brito. Edição de texto: Thiago Borges

Alimentação, aprendizado e coletividade. São essas as palavras que podemos utilizar para definir o primeiro sacolão de produtos orgânicos da periferia de São Paulo. A fim de democratizar alimentação saudável por meio de venda e distribuição de verduras e legumes sem veneno para a quebrada, a distribuidora Da Roça e o Armazém Organicamente juntaram forças para o empreendimento no Campo Limpo (zona Sul da capital paulista), no último dia 7 de agosto. 

”A gente sabe que as quitandas fornecedoras desse tipo de produto estão nos  ambientes elitizados, como Vila Mariana”, observa Aline Maria, uma das representantes. “Assim, as pessoas têm oportunidade de comparar e conhecer o orgânico. Se fizerem pesquisas, o nosso preço está no ‘mais barato’ de empresas que fornecem orgânicos. Por isso, aqui a compra está como uma feira  comum da quebrada. Nosso objetivo não é o lucro’’, completa.

Este conteúdo aplica linguagem neutra e impessoal. Saiba mais aqui!

A Da Roça é uma rede de pessoas que trabalham na agricultura e distribuição desses alimentos para comerciantes. Já o Armazém Organicamente comercializa e distribui esses itens para a população. Até então, o espaço ficava localizado na Agência Solano Trindade, que trabalha o desenvolvimento social e econômico na quebrada. Com a abertura do sacolão, a proposta é facilitar o acesso de clientes aos produtos.

Além da oferta da comida sem veneno, o novo Sacolão Organicamente também tem o objetivo de criar uma rede de apoio a iniciativas locais adeptas à agroecologia e impulsionar quem não trabalha ou desconhece essa possibilidade. 

O sacolão também pretende atuar como rede de distribuição. Ou seja, as lideranças  interessadas em vender alimentos orgânicos em suas comunidades poderão pegar os alimentos para comercializar. O Armazém também tem interesse em distribuir para escolas e organizações sociais.

Economia colaborativa, educação alimentar e qualidade de vida

O clima aberto com um solzinho amenizou os últimos dias de frente fria, o que somou com o ambiente acolhedor do espaço, que conta com pessoas preparadas com muita didática para atender quem já conhecia ou que não manja nada do rolê de alimentos orgânicos. 

O estabelecimento é muito colorido não só pela decoração repleta de mensagens nas paredes e cores com desenhos, mas também pela diversidade de verduras ou legumes.

Tudo está etiquetado com preço, nome e até mesmo curiosidades, facilitando o acesso  caso não tenha alguém disponível para ajudar. O sacolão também tem um espaço para comercialização de produtos processados com insumos orgânicos da região do Vale do Ribeira e de cosméticos naturais. De fato um local para um aprendizado valioso sobre alimentação, que pode beneficiar toda a comunidade.

Anotaí

Sacolão Organicamente

Onde fica? Na Avenida Cantos do Amanhecer, 100 – Jardim Eledy – Campo Limpo. 

Quando colar? Às segundas, quartas, quintas  e sábados, das 10h às 19h; ou terças e sextas, das 10h às 20h.

Formas de pagamento: Dinheiro, cartão ou transferência bancária para o Banco do Brasil.

Também pode comprar on-line pelo WhastApp: (11) 99206-4410.

*Fernanda Souza é participante do “Repórter da Quebrada – Uma morada jornalística de experimentações”, programa de residência em jornalismo da quebrada realizado pela Periferia em Movimento por meio da política pública Fomento à Cultura da Periferia de São Paulo

Colaboração

, ,

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Comente usando o facebook

Nosso manifesto:

Nossas redes sociais:

Notícias recentes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Confira também

Posts relacionados:

Apoie!
Skip to content