Fotos e reportagem por Fernanda Souza

Orientação de reportagem: Gisele Brito. Edição de texto: Thiago Borges

Alimentação, aprendizado e coletividade. São essas as palavras que podemos utilizar para definir o primeiro sacolão de produtos orgânicos da periferia de São Paulo. A fim de democratizar alimentação saudável por meio de venda e distribuição de verduras e legumes sem veneno para a quebrada, a distribuidora Da Roça e o Armazém Organicamente juntaram forças para o empreendimento no Campo Limpo (zona Sul da capital paulista), no último dia 7 de agosto. 

”A gente sabe que as quitandas fornecedoras desse tipo de produto estão nos  ambientes elitizados, como Vila Mariana”, observa Aline Maria, uma das representantes. “Assim, as pessoas têm oportunidade de comparar e conhecer o orgânico. Se fizerem pesquisas, o nosso preço está no ‘mais barato’ de empresas que fornecem orgânicos. Por isso, aqui a compra está como uma feira  comum da quebrada. Nosso objetivo não é o lucro’’, completa.

Este conteúdo aplica linguagem neutra e impessoal. Saiba mais aqui!

A Da Roça é uma rede de pessoas que trabalham na agricultura e distribuição desses alimentos para comerciantes. Já o Armazém Organicamente comercializa e distribui esses itens para a população. Até então, o espaço ficava localizado na Agência Solano Trindade, que trabalha o desenvolvimento social e econômico na quebrada. Com a abertura do sacolão, a proposta é facilitar o acesso de clientes aos produtos.

Além da oferta da comida sem veneno, o novo Sacolão Organicamente também tem o objetivo de criar uma rede de apoio a iniciativas locais adeptas à agroecologia e impulsionar quem não trabalha ou desconhece essa possibilidade. 

O sacolão também pretende atuar como rede de distribuição. Ou seja, as lideranças  interessadas em vender alimentos orgânicos em suas comunidades poderão pegar os alimentos para comercializar. O Armazém também tem interesse em distribuir para escolas e organizações sociais.

Economia colaborativa, educação alimentar e qualidade de vida

O clima aberto com um solzinho amenizou os últimos dias de frente fria, o que somou com o ambiente acolhedor do espaço, que conta com pessoas preparadas com muita didática para atender quem já conhecia ou que não manja nada do rolê de alimentos orgânicos. 

O estabelecimento é muito colorido não só pela decoração repleta de mensagens nas paredes e cores com desenhos, mas também pela diversidade de verduras ou legumes.

Tudo está etiquetado com preço, nome e até mesmo curiosidades, facilitando o acesso  caso não tenha alguém disponível para ajudar. O sacolão também tem um espaço para comercialização de produtos processados com insumos orgânicos da região do Vale do Ribeira e de cosméticos naturais. De fato um local para um aprendizado valioso sobre alimentação, que pode beneficiar toda a comunidade.

Anotaí

Sacolão Organicamente

Onde fica? Na Avenida Cantos do Amanhecer, 100 – Jardim Eledy – Campo Limpo. 

Quando colar? Às segundas, quartas, quintas  e sábados, das 10h às 19h; ou terças e sextas, das 10h às 20h.

Formas de pagamento: Dinheiro, cartão ou transferência bancária para o Banco do Brasil.

Também pode comprar on-line pelo WhastApp: (11) 99206-4410.

*Fernanda Souza é participante do “Repórter da Quebrada – Uma morada jornalística de experimentações”, programa de residência em jornalismo da quebrada realizado pela Periferia em Movimento por meio da política pública Fomento à Cultura da Periferia de São Paulo

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ALERTA! Coronavírus e as quebradas

Confira nossa cobertura

Apoie nossa cobertura jornalística

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: