O que a pizza de X-tudo, a Da Vilma e a Da Viviane têm em comum? Todas pirações de clientes, atendidas prontamente pelo Alexandre, na Pizzaria SP, que fica no Capão Redondo.

Por Nayra Lays

Um cliente que estava a passeio no Jardim do Colégio, zona Sul de São Paulo, vindo do Rio Grande do Sul, pediu a Alexandre uma pizza que tivesse todos os ingredientes da cozinha. Afeito a desafios, ele foi pra trás do balcão testar. “Não deu pra atender o pedido totalmente porque a pizza ia ficar muito grande, mas garanti o frango, ovos, milho, catupiry, mussarela, peito de peru, calabresa, lombo, parmesão, provolone e o bacon”, conta o dono da Pizzaria SP.

Uma mistura que, a primeira vista, pode até parecer estranha – e por isso que, antes de vender, Alexandre testou de novo a receita com os amigos e os parentes. Mas que cabe direitinho na fome pós-rolê, porque é alta, imponente e dá água na boca. Não só minha, mas da clientela como um todo, que transformou a X-tudo na mais vendida – e mais cara: R$ 37,00 – pizza da casa.

Alexandre gostou da moda e abriu o radar. Ao ouvir sugestões dos clientes, criou mais quatro sabores novos e que também tem muita saída. A Vilma – de frango, catupiry, palmito e bacon – e a Viviane – com presunto, ovos, ervilha e catupiry. Ambas foram batizadas com os nomes das clientes que sugeriram a combinação e saem por R$ 30,00. Outro destaque da casa é a pizza de strogonoff de frango, com mussarela e batata palha, que sai por R$ 32,00.

Alexandre pré-aquece a massa e conta piadas, descontraído, montando os sabores com ingredientes que a Beth, sua sócia, traz da cozinha, já cortados. A Pizzaria SP abre as portas às 18h, e durante minha visita, numa quinta-feira fria, um cliente já conhecido chega, brincando com a Beth, que já sabe o que ele vai pedir: a pizza Baiana 2, com calabresa, cebola, ovos, pimenta, bacon e tomate. O clima é de amizade entre os clientes e os donos, no lugar que é administrado pelo casal há dois anos. O talento do Alexandre com as pizzas já se mostrou quando ele ainda era funcionário da pizzaria. Certa vez, o antigo dono precisou viajar, e foi ele quem assumiu o forno. De tanto olhar o patrão fazendo, tirou de letra. Os clientes aprovaram e ele não saiu mais de lá. Pra quem tem pouca fome, vale pedir uma brotinho por R$ 20,00, que dependendo da sua galera, dá pra ser dividida entre pelo menos três pessoas. Aliás, se quiser ficar por lá, tem a opção de se aconchegar nas cadeiras, ou pedir por delivery. E não precisa se preocupar: eles não cobram taxa de entrega.

Logo depois de assumirem a direção começaram a renovação do cardápio e continuam abertos a sugestões. Quem sabe você não tem uma receita pra compartilhar?

Anotaí!
O quê?

[PRATO FIRMEZA] Pizzaria SP

Pizza X-tudo (R$ 37,00). Tel: (11) 5870-7959 /3498-2721. Preço médio: R$20,00. Pagamento no dinheiro, cartões de débito e crédito e VR.
Quando? Segunda, quarta e quinta-feira: 18h às 23h30. Sexta, sábado, domingo e feriados: 18h à 0h
Onde? Pizzaria SP.
R. Rosário Scamardi, 567 – Jardim do Colegio, São Paulo – SP. Do metrô Capão Redondo, Linha 5 – Lilás: Saindo do metrô, na Parada Capão Redondo, pegue os ônibus (6045-21) ou (6046-10) e peça para descer na Rua Henrique Mindlin.
Adicionar à agenda do Google