Documentário: “Economicamente Gay” aborda a homossexualidade na periferia

Como é ser homossexual na periferia?

Diante de casos de aceitação dos gays e lésbicas na classe média bem como a introdução de personagens homossexuais em tudo quanto é tipo de novela, como fica a situação do gay pobre, que tem de lidar com o preconceito de camadas menos orientadas da população? E sem os mesmos recursos dos equivalentes mais ricos?

Essa é a proposta da produção de Adriano Alves (foto), jovem de 20 anos do jardim São Luiz, que aborda a questão da homossexualidade na periferia em “Economicamente Gay”.

Uma prévia do documentário foi exibido na MoCA – Mostra de Cinema Amador, realizada pelo coletivo Periferia em Movimento.

A MoCA é o resultado das Oficinas de Cinema Amador realizadas pelo coletivo entre junho e novembro nos distritos do Grajaú e do Campo Limpo, zona Sul de São Paulo.

Veja o filme “Economicamente Gay” abaixo: