Reprodução/Desterro

“Desterro”: literatura periférica em quadrinhos

Um é autor de “Capão Pecado”, clássico da literatura periférica. O outro é conhecido pelas reportagens publicadas em formato de quadrinhos. Juntos, eles criaram “Desterro”, que traça a dura vida nas quebradas paulistanas em história em quadrinhos.

Para falar sobre essa experiência, o escritor Ferréz e o quadrinista Alexandre De Maio estiveram na última sexta (30 de agosto) na Fábrica de Cultura do Capão Redondo, zona sul de São Paulo, em um bate-papo com crianças e adolescentes durante o 3º Encontro Estéticas das Periferias.

Pioneiro da literatura criada nas periferias, Ferréz avalia que apesar das conquistas da última década ainda há muito a fazer.

“Nunca foi fácil trabalhar a leitura, porque o público cresce e muda. E as pessoas continuam não tendo acesso às obras”, diz Ferréz. “O quadrinho é uma forma de pegar aquele cara que só lê HQ americano, não lê algo sobre a periferia, ele só vê o Homem Aranha salvando vidas em Manhathan”, completa.

Alexandre De Maio é macaco velho dos quadrinhos. Na década de 90, ele publicava as primeiras reportagens em HQ na revista RAP Brasil, da qual era proprietário. Fez outras matérias do tipo para outros veículos e, em 2006, publicou o livro “Os inimigos não mandam flores”.

Ainda assim, o mercado difícil restringe o florescimento de uma nova cena artística nas periferias. “Até hoje eu não consigo viver de quadrinhos – ainda mais para esse tipo que eu faço, sem super-heróis, etc. Não existe um mercado interno e, quem tá na área, precisa trabalhar para editoras americanas”, explica De Maio.

Lançado em novembro do ano passado, “Desterro” esgotou os primeiros 500 exemplares colocados à venda. Agora, chegam às livrarias mais 1.000 cópias.

Para atingir um público ainda maior e cada vez mais conectado, 30% da obra de 195 páginas está disponível na internet. Leia aqui.

“Unir literatura periférica e quadrinhos é uma estética nova. A gente faz mais para chamar a atenção para um tema do que estimular uma cena, propriamente”, completa De Maio.

  

Veja abaixo o trailer de “Desterro”:

<

p style=”color: #666666;”>