#QuebradaGourmet: Numa laje do Capão Redondo, Casa da Feijoada é referência

#QuebradaGourmet: Numa laje do Capão Redondo, Casa da Feijoada é referência

Periferia em Movimento

Periferia em Movimento

Sábado é o dia nacional de comer feijoada. E no Capão, é a única opção no cardápio de um restaurante ícone da quebrada.

Do Canal Quebrada Gourmet. Clique e acesse!

Sábado é o dia nacional de comer feijoada. O prato típico conecta a história e a cultura brasileira, e tá presente nos restaurantes do centro às periferias. E no Capão Redondo, é a única opção no cardápio da Casa da Feijoada.

Aberto há 21 anos, o restaurante criado por Seu Ernesto para sustentar a família fica na laje da própria casa. Hoje a Casa da Feijoada é administrada por Marcos, filho do fundador, e é ícone na quebrada. O estabelecimento fica na rua Maria Blanchard, 133.

Neste episódio, a série “Quebrada Gourmet” apresenta o espaço. A Periferia em Movimento é parceira do projeto na distribuição dos vídeos. Assista:

Semanalmente, você confere na Periferia em Movimento os vídeos do Quebrada Gourmet, um canal de vídeos que dá visibilidade e conta a história dos melhores restaurantes das quebradas de São Paulo, destacando os empreendimentos e promovendo informação cultural. A equipe recebe sugestões de outros estabelecimentos. Escreva para [email protected].

Autor

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Comente usando o facebook

Nosso manifesto:

Nossas redes sociais:

Notícias recentes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Confira também

Posts relacionados:

Com crise climática e inflação na roça, orgânicos ainda atravessam ponte mas não param no prato das periferias

Do combustível ao adubo, alta generalizada dos preços afeta quem produz alimentos orgânicos na zona rural da capital paulista. Para não repassar custos, famílias agricultoras diminuem a já apertada margem de lucro e desaceleram produção que é insuficiente e foi prejudicada pelas chuvas. O acesso da população mais pobre à comida saudável fica ainda mais difícil. Entenda e conheça alternativas!

Apoie!
Skip to content