Por mais visibilidade e pra gerar renda, mapeamentos buscam artistas da dança e com deficiência nas periferias de SP

Por mais visibilidade e pra gerar renda, mapeamentos buscam artistas da dança e com deficiência nas periferias de SP

Periferia em Movimento

Periferia em Movimento

Você é dançarina, dançarino ou dançarine e reside ou atua na zona Sul de São Paulo? Ou é artista, faz parte de algum coletivo ou movimento de pessoas com deficiência?

Você é dançarina, dançarino ou dançarine e reside ou atua na zona Sul de São Paulo? Ou é artista, faz parte de algum coletivo ou movimento de pessoas com deficiência? Pois tem 2 mapeamentos de artistas de periferias rolando nas redes sociais que podem te interessar.

Com inscrições abertas até 20 de fevereiro, o primeiro que destacamos é o mapeamento do projeto CorpoCasa, que tem por objetivo contar histórias, o contexto social, a movimentação e geração de renda de dançarines das periferias de São Paulo.

O mapeamento pretende selecionar 6 dançarines residentes e atuantes nos distritos de Campo Limpo, Santo Amaro, Grajaú, Cidade Ademar, Parelheiros e Jabaquara, na cidade de São Paulo, para integrar o projeto.

Ao longo de 4 meses, essas 6 pessoas vão passar por formações promovida pela agência de comunicação Inspiração 6 sobre os eixos temáticos: Sustentabilidade, Iniciativas Criativas de Geração de Renda, Encontros Performáticos e Provocação Cênica. Além disso, participarão de reuniões on-line regulares para entrevistas jornalistas e ilustradores do projeto, desenvolvimento de performance com provocadora cênica e captação de vídeo e fotografia em equipamentos de cultura e território escolhido.

Cada participante terá que desenvolver ao final de sua participação no projeto uma performance de até 10 minutos. Por fim, também participarão das ações do projeto, como rodas de conversa, documentário, exposição fotográfica e lançamento de uma revista em quadrinhos. Para tanto, será disponibilizada uma bolsa auxílio no valor de R$ 300 pelo período de 4 meses.

Para participar, inscreva-se neste formulário on-line.

Artistas PCDs

No momento em que o Espaço Cultural Cita comemora seus 10 anos de existência, o núcleo de gestão do espaço localizado no Campo Limpo (zona Sul de São Paulo) faz um balanço de sua trajetória e percebe que, apesar de plural em muitos aspectos, não é um local acessível a todas as pessoas.

É a partir disso que apresenta-se o projeto Acess’art, que começa com um mapeamento de artistas e coletivos formados por pessoas com deficiência (PCDs), que tem como objetivo ampliar o acesso dessa parcela da população ao local – tanto como público,como também dentro da programação cultural.

Para participar, basta preencher o mapeamento neste formulário on-line.


Autor

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Comente usando o facebook

Nosso manifesto:

Nossas redes sociais:

Notícias recentes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Confira também

Posts relacionados:

Apoie!
Skip to content