Fim de semana na quebrada: Futebol em Parelheiros, teatro na Vila Sônia e festival em Perus

Fim de semana na quebrada: Futebol em Parelheiros, teatro na Vila Sônia e festival em Perus

Periferia em Movimento

Periferia em Movimento

Com o avanço da vacinação contra a covid-19 entre a população, os eventos presenciais têm voltado a acontecer nas periferias paulistanas

Foto em destaque: Grupo Madeirite Rosa / Daisy Serena

Com o avanço da vacinação contra a covid-19 entre a população, os eventos presenciais têm voltado a acontecer nas periferias paulistanas. E nós destacamos 3 atividades que acontecem ou começam neste fim de semana em diferentes pontas da cidade de São Paulo.

Iniciamos pela zona Oeste.

Em curta temporada durante o mês de fevereiro, a Encena Cia de Teatro faz mais 2 apresentações do espetáculo “Jussara City – O Paraíso das Enchentes”. A peça propõe reflexões sobre a luta de quem tem a sua casa invadida pelos alagamentos da cidade. Guiando o enredo, a história de uma renomada ambientalista brasileira que, depois de muitos anos morando no exterior, volta ao seu País para uma série de debates sobre a questão climática global.

Cena de “Jussara City” – Foto: T3 Produções

O espetáculo é resultado do projeto de pesquisa “Cidade Submersa – A Tragédia das Enchentes”, que propõe uma viagem por meio das memórias de uma das inúmeras vítimas dos alagamentos, estabelecendo um caminho que consiga minimizar os efeitos devastadores aos quais a população fica sujeita quando a natureza é violada no seu curso natural.

As encenações acontecem no sábado (19/2), às 18h e às 20h30; e no domingo (20/2), às 19h, na rua Sargento Estanislau Custódio, 130, que fica no Jardim Jussara, na Vila Sônia (zona Oeste de São Paulo).

A entrada é gratuita, mas para participar é necessário reservar ingressos antecipadamente por e-mail ([email protected]) ou telefone (11 9 6460-5903). O uso de máscara e a apresentação de passaporte da vacina contra covid-19 são obrigatórios.

Já no Extremo Sul da cidade, no domingo (20) o Perifeminas Futebol Clube comemora 8 anos de atuação e inclusão de mulheres no futebol de várzea com a realização de um festival. Com jogos a partir das 8h da manhã, o evento reúne mais 13 times (Borússia Futsal, Nacional Jr, Real Esporte, Real Tenondé, Guerreiros do Jardim Oriental Sub 14 e Sub 16, Perifemanos e Minas da Cratera, Nova Geração, Família SA e Colibri EC) em busca de um troféu.

Com acesso gratuito para o público, o festival acontece no DF’Club, localizado na estrada Vera Cruz, 15, no bairro do Barragem, em Parelheiros (Extremo Sul de São Paulo). Saiba mais aqui.

Perifeminas. Foto: Matheus Oliveira.

7 dias de arte

E no domingo também, tem início o 7º Ato Artístico Coletivo Perus, que segue até o próximo sábado (26/2), com participação do Grupo Pandora de Teatro, Sarau Segunda Negra, Indaíz, Madeirite Rosa, Coletivo Noroest, Coletivo Sete na Linha, Trupe Liuds, Grupo Sabiagem, entre outras atrações.

Com atividades culturais gratuitas de múltiplas linguagens, incluindo teatro, literatura, música e breaking dance, o festival será realizado na Ocupação Artística Canhoba (@ocupacaoartisticacanhoba) que fica na rua Canhoba, 299 , na Vila Fanton, em Perus (Zona Noroeste). A entrada é gratuita. É obrigatório o uso de máscara e apresentação de passaporte de vacina contra a covid-19.

A abertura acontece no dia 20 de fevereiro (domingo), às 18h, com o Grupo Pandora de Teatro apresentando o espetáculo “Jardim Vertical”, que explora o universo nonsense, trazendo o olhar para a essência da personalidade autoritária no contexto brasileiro. Na segunda (21/2), às 19h00, acontece a “Segunda Negra – Sarau/Roots/Reggae”, que que visa refletir e desmistificar preconceitos de ordem racial, entre outros temas, e que nesta edição conta com a participação da banda de reggae Indaíz.

Na terça-feira (22/2), às 14h, ocorre a Oficina de Iniciação Teatral com os arte educadores Caroline Alves e Wellington Candido. A oficina pretende introduzir jovens e adultos ao fazer teatral, trabalhando o imaginário, a consciência vocal e corporal e o desenvolvimento de ferramentas para a composição cênica.

Na quarta (23/2), às 17h, o grupo Madeirite Rosa apresenta “A Luta”, espetáculo em que mulheres de diferentes classes sociais se enfrentam em um ringue de boxe. Celebrando a cultura hip-hop, na quinta (24/2), às 16h00, acontece o evento “Quebrada Viva Móvel” com Coletivo Noroest.

Teaser de “Vão”

Já na sexta-feira (25/2), às 19h, ocorre o Sarau Estação Poesia com Coletivo Sete na Linha, com exibição do curta-metragem “VÃO” do Grupo Pandora de Teatro e lançamento do livro “VÃO: trens, marretas e outras histórias”, da jornalista e escritora Jéssica Moreira. O curta-metragem é inspirado no livro, que traz o cotidiano das populações periféricas que utilizam trem na cidade de São Paulo com os desafios de mobilidade urbana.

E no sábado (26/2), das 10h00 às 14h00, haverá empréstimo de livros infantis com a Biblioteca Comunitária da ocupação. No mesmo dia, às 11h, a Trupe Liuds apresenta “Rádio paranóia” onde 2 palhaços conduzidos pela programação de uma rádio vivenciam transformações como a chegada da tv e smartphones. Para encerrar, às 15h acontece a contação de história “Obax e a chuva das flores”, com Grupo Sabiagem.

Coletivo Noroest – foto Divulgação

Autor

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Comente usando o facebook

Nosso manifesto:

Nossas redes sociais:

Notícias recentes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Confira também

Posts relacionados:

Apoie!
Skip to content