Nos últimos meses, a Periferia em Movimento lançou uma série de desafios a jovens e adolescentes que moram em periferias de São Paulo.

Com áudios, fotos e vídeos, o Desafio Repórter da Quebrada estimulou a garotada a refletir e apresentar seus olhares sensíveis sobre a quebrada – especialmente nesse período de pandemia.

Carlos Henrique da Silva Carvalho, de 16 anos, mora no Capão Redondo (zona Sul de São Paulo) e escolheu falar sobre saúde mental em meio à pandemia. Confira:

Samara Garcia, 13 anos e moradora do Jardim Santa Fé (distrito de Parelheiros, Extremo Sul de São Paulo), de forma rápida apresenta curiosidades da região.

Davi da Silva Biaggioli, 15 anos, morador do Embura (Marsilac, Extremo Sul) e assim como Samara traz curiosidades da região.

Já Riana Christine Lucena, 16 anos, é moradora do Jardim Aurélio (distrito do Capão Redondo, zona Sul).

E para finalizar, Carla Fernanda Santos Souza, de 14 anos, apresenta curiosidades de Francisco Morato (município que faz parte da região metropolitana de São Paulo).

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ALERTA! Coronavírus e as quebradas

Confira nossa cobertura

Apoie nossa cobertura jornalística

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: