Nesta quinta-feira (14 de março), completa-se um ano do assassinato de Marielle Franco, então vereadora pelo PSOL no Rio de Janeiro. E em busca de justiça para o caso, atos acontecem em todo o País. Em São Paulo, diferentes movimentos sociais e correntes partidárias convocam um ato por Justiça e pelas vidas negras e periféricas. A partir das 17h, com concentração entre a avenida Paulista e a praça Oswaldo Cruz. Veja aqui. No Jardim Ângela, periferia da Zona Sul da capital paulista, o ato “Marielle Vive, Nós Também!” denuncia a violência contra as mulheres a partir das 18h na principal praça do bairro. Saiba aqui. O ato é organizado pelo Fórum em Defesa da Vida e as coordenações dos Centros de Defesa e Cidadania da Mulher Casa Sofia e Mulheres Vivas.

Sem respostas

Na noite de 14 de março de 2018, Marielle voltava de um debate com mulheres negras na companhia de uma assessora do motorista Anderson Gomes, que também foi morto por disparos feitos contra o carro em que se encontravam. Apesar das investigações continuarem e de indícios de envolvimento de políticos e milicianos no caso, a Polícia do Rio de Janeiro ainda não deu respostas sobre quem matou Marielle e Anderson.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: