“A caneta é seu troféu”: morre a poeta Tula Pilar

Nesta quinta-feira (11/04), a cultura periférica recebeu a notícia da morte de Tula Pilar. A poeta mineira ganhou reconhecimento nos saraus das quebradas de São Paulo, sempre com um sorriso no rosto. Criada nas casas de famílias abastadas para as quais a mãe trabalhava em Belo Horizonte, Tula também foi empregada doméstica. As histórias de sua vida e de seus antepassados se fazem presentes em seus versos, que ela escreve desde sempre. Agora, a poeta se junta aos seus ancestrais. Tula faleceu aos 49 anos no pronto socorro Dr. Akira, em Taboão da Serra, e deixa três filhos. Confira abaixo um perfil da escritora.

Encontro no Sacolão das Artes reúne saraus periféricos de todos os cantos da cidade

Mais de 20 atrações de diversas quebradas de São Paulo se encontram nos dias 24 e 25 de setembro. Saiba quem vai colar!

%d blogueiros gostam disto: