É normal sofrer na hora do parto? Um papo necessário entre mulheres da periferia sobre violência no parto, parto humanizado e a importância da informação adequada para nós, mulheres das quebradas

Parir também é um ato político: Um papo necessário entre mulheres da periferia sobre violência no parto, parto humanizado e a importância da informação adequada para nós, mulheres das quebradas

Anna Kesiah queria nascer No Campo Limpo, a Casa Ângela realiza 30 partos humanizados por mês pelo SUS

É possível ter um parto natural e humanizado nas quebradas. Parto também é questão de política pública.

Chorar pelas guerreiras que se foram, viver por aquelas que virão

Vivência do bloco afro É Di Santo, do M'Boi Mirim. Foto: Brisa Serena

Periferia em Movimento deseja que o 8 de março seja especial a todas as guerreiras do dia a dia.