Indígenas guarani que vivem em São Paulo marcham por direito à terra

Manifestação ocorre após Ministério da Justiça revogar a criação de Terra Indígena do Jaraguá, na zona Norte de São Paulo, o que gerou apreensão entre guarani de outras localidades (como Parelheiros e Marsilac) e também outras etnias

Moradores deixam ocupação no Grajaú, mas seguem lutando por teto

Enquanto o País tentava dormir após mais um escândalo envolvendo Temer e Aécio, moradores da ocupação iniciavam uma vigília que duraria a noite inteira. Afinal, na manhã seguinte aconteceria a reintegração de posse do terreno

[ATUALIZADO] Greve Geral: Periferias marcham contra “reformas” Trabalhista e da Previdência

No Extremo Sul de São Paulo, mobilizações contra mudanças nas regras da aposentadoria e retirada de direitos trabalhistas começaram na véspera de grande dia de paralisação

Greve Geral: Movimentos do Extremo Sul marcham contra “reformas” do Governo Temer

Já na quinta-feira (27 de abril), moradores da ocupação Jardim da União fazem rodas de conversa com a população e montam acampamento em avenida importante da região. Na sexta (28 de abril), dia da Greve Geral, manifestantes se unem com outros grupos da Zona Sul

Você sabe como a Reforma da Previdência deve afetar as pessoas das Periferias?

Veja e compartilhe o vídeo produzido pelos Repórteres da Quebrada

Pagando veneno no trampo: O que as novas regras de terceirização significam pras quebradas?

Na noite de terça feira, os Deputados da Câmara Federal aprovaram o PL 4302/1998 por 231 a favor, 188 contra e 8 abstenções. Falta apenas a sanção do presidente Michel Temer para que QUALQUER trabalho possa ser terceirizado.

Nesta sexta-feira, ato no Piraporinha repudia a Reforma da Previdência

Moradores do Piraporinha organizam ato na manhã de sexta-feira, às 8h

516 anos de golpe

Dilma só reconheceu as terras dos Guarani Mbya no Extremo Sul de São Paulo aos 45′ do segundo tempo de seu governo. E agora, com o golpista Temer no poder, os indígenas se preparam para resistir a possíveis novos ataques

“Nenhum direito a menos”: Grajaú se mobiliza contra efeito-Temer

Artistas, coletivos, movimentos e população em geral planejam ações para continuar resistindo por direitos

Papo rápido sobre golpe e democracia

Como falar de golpe à democracia quando os nossos continuam morrendo? De qualquer forma, não admitimos retrocesso. Chega de pagar veneno! Nenhum direito a menos!

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: