Cultura do estupro: violência começa na infância, migra pra internet e a vítima ainda é culpada

70% das vítimas de estupro são crianças e adolescentes: as violações acontecem em casa, ganham novas formas como o “TOP 10 do Whatsapp”, se naturalizam no cotidiano e são perpetuadas com o silêncio de quem poderia ajudar

No meio do caminho, tinha um grafitaço contra o machismo

Escadão no Grajaú é alvo de intervenção e denúncia de feministas contra exposição de fotos íntimas e xingamentos a meninas em mídias sociais como o WhatsApp

ALERTA! Coronavírus e as quebradas

Confira nossa cobertura

Apoie nossa cobertura jornalística

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: