#AgostoNegro: um ano depois de chacina em Osasco e Barueri, movimentos seguem na luta contra o genocídio

Familiares e organização fazem atos para relembrar o caso na sexta e no sábado. E, ao longo do mês, uma série de ações nas quebradas de São Paulo denuncia o genocídio que segue em curso

“Tá metido com droga”: A quem serve a proibição dos entorpecentes?

A chamada “guerra às drogas” faz parte do plano genocida do Estado, que mantém uma “pretominância” nos índices de homicídio e encarceramento da população

Com empurrão dos cursinhos, a universidade se pinta de povo

O revide está lançado. Cursinhos populares pavimentam o caminho de jovens das periferias ao ensino superior pelas cotas, ProUni e outros meios.

Artistas negros cobram acesso a Fomento à Dança na cidade de São Paulo

Diante da baixa representatividade em programa municipal, grupo lança uma carta aberta para questionar critérios de seleção e cobrar acesso aos recursos públicos.

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: