Seminário discute Juventudes e Vulnerabilidades Durante três dias, as discussões devem servir de base para construir o Observatório de Proteção e Resistência Contra o Genocídio

Nessa quarta, quinta e sexta-feira (07, 08 e 09 de junho), acontece o I Seminário Internacional Juventudes e Vulnerabilidades: homicídios, encarceramento e preconceitos.

Durante os três dias, das 09 às 19h, acontecerão debates importantes sobre a questão do genocídio da juventude negra brasileira, que irão ser peças chave para a organização do Observatório de Proteção e Resistência contra o Genocídio.

Os temas das mesas de debate são:

  • “Juvenicídio na América Latina e Europa”;
  • “A cor do homicídio”;
  • “Os meios de comunicação como fomentadores do medo e do preconceito racial e os movimentos de resistência”;
  • “Encarceramento em massa: Símbolo do Estado Penal”;
  • “Criminalização da juventude e as políticas de drogas”;
  •  “Racismo Institucional”.

As inscrições para emissão de certificado já encerraram, mas o evento continua aberto para quem quiser somar. É uma realização do Instituto de Saúde (IS), em parceria com a Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo.

Nos dias 7 e 8, o evento será no auditório da Faculdade de Direito, no Largo São Francisco – próximo à Praça da Sé, Centro de São Paulo. No dia 09/06, o encontro será na Escola de Samba Combinados do Sapopemba

Anotaí!
O quê?

I Seminário Internacional Juventudes e Vulnerabilidades: homicídios, encarceramento e preconceitos

Quando? 07, 08 e 09 de junho (quarta, quinta e sexta-feira) das 09h às 19h
Onde? Dias 7 e 8: Salão Nobre da Faculdade de Direito da USP - Largo São Francisco, 95 - Centro, São Paulo - SP
Dia 9: Escola de Samba Combinados do Sapopemba (Avenida Sapopemba, número 8.350).
Adicionar à agenda do Google