Sarau das Pretas: ancestralidade, música e poesia em Parelheiros

Sarau das Pretas: ancestralidade, música e poesia em Parelheiros

Periferia em Movimento

Periferia em Movimento

Parte da programação da Caravana Juventude Viva, mulheres negras percorrem bairros com apresentações artísticas. Nesta sexta-feira (07/10), é no Extremo Sul

Com percussão e carregado de ancestralidade, o Sarau das Pretas percorre de setembro a novembro de 2016 diferentes periferias da cidade São Paulo na Caravana Juventude Viva, organizada pela Coordenadoria de Políticas para a Juventude, ligada à Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania.

O próximo encontro do Sarau das Pretas ocorre nesta sexta-feira (07 de outubro), em Parelheiros, Extremo Sul de São Paulo. A programação compreende também outros quatro eventos pela Caravana, que ocorrerão nos próximos meses em diferentes periferias.

O coletivo surge no contexto das ações culturais e políticas ligadas ao protagonismo e empoderamento das mulheres em defesa de seus direitos. São jovens mulheres negras atuantes no cenário cultural que revelam, por meio da literatura, da musicalidade, dos tambores e corpos, as realidades de viver o feminino e o feminismo.

O Sarau das Pretas é conduzido por cinco mulheres negras. As poetas Débora Garcia, Elizandra Souza, Jô Freitas e Thata Alves protagonizam o espetáculo, que conta também com percussionistas como Tayssol Ziggy. Cada uma delas já protagonizam projetos singulares na capital e região metropolitana.

Autor

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Comente usando o facebook

Nosso manifesto:

Nossas redes sociais:

Notícias recentes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Confira também

Posts relacionados:

Apoie!
Skip to content