Saberes da Natureza: “Você não faz nada na religião sem os quatro elementos da natureza” Zeladora de santo no Templo de Umbanda Ogum Iara, no Grajaú, Sirley Dutra fala a falta de recursos naturais até a intolerância religiosa

A cabeleireira Sirley Dutra, de 47 anos, mora há 19 anos e criou os filhos no Grajaú, Extremo Sul de São Paulo. Mais do que cuidar da estética de clientes, ela assumiu o Templo de Umbanda Ogum Iara. Como zeladora de santo, ela cuida das necessidades dos orixás: das oferendas, dos trabalhos. E com o desmatamento na região, ela planta o que precisa no quintal para não ter que comprar.

Nesta entrevista, ela fala de ameaças para viver a umbanda na quebrada: da falta dos itens naturais até a intolerância religiosa.  Confira:

Escambos Periféricos

Com apoio da agência Purpose no âmbito do projeto “Clima e Territórios”, o Periferia em Movimento realiza mais um escambo periférico. Dessa vez, pretendemos investigar como o meio ambiente – e os ataques a sua preservação – influenciam na manutenção de culturas tradicionais nas periferias. E estamos fazendo isso na região de Grajaú e Parelheiros (Extremo Sul de São Paulo), onde a gente atua, e em diferentes comunidades do Recife e Olinda, em Pernambuco (com apoio dos coletivos Favela News e Caranguejo Uçá), de onde inclusive muitas e muitos dos que vivem em nossas quebradas vieram. Clique aqui e acompanhe!