Foto: Divulgação

Projetos unem atividades culturais e navegação na represa Billings No domingo (31 de julho), Navegando nas Artes e Remada na Quebrada se apropriam das margens do maior reservatório de água em área urbana do mundo

O próximo domingo (31 de julho) é dia de se apropriar da represa Billings. No mesmo dia, dois projetos criados à margem do reservatório unem atividades culturais que já acontecem na região com práticas de navegação tão presentes na região.

No Jardim Gaivotas, o Navegando nas Artes (em destaque na foto) estreia um projeto que tem objetivo de explorar quatro territórios em torno da represa – além desse bairro, tem o Parque Linear Cantinho do Céu (no Lago Azul), o Parque Prainha (no Jardim Prainha) e a Ilha do Bororé. A ideia é iniciar um diálogo e conscientizar a comunidade com uso do graffiti e da navegação.

Em outra península do Grajaú, no Lago Azul, os Meninos da Billings convidam a população para mais um evento do projeto “Remada na Quebrada”, com oficinas de barcos com materiais recicláveis e de horta vertical com a Casa Ecoativa, além de sound system.

Construída em 1925 para gerar energia, a represa Billings é o maior reservatório de água em área urbana do mundo e já não cumpre sua função principal. Mas ela continua sendo um cenário presente na vida de um milhão de pessoas da Grande São Paulo, como eu, que estão no entorno. Suas margens, tanto no lado da capital paulista quanto no ABC, foram ocupadas por milhares de famílias fugindo do preço alto dos aluguéis nas regiões mais centrais.

Anotaí!

Navegando nas Artes

Quando? Domingo, 31 de julho, às 09h

Onde? No Ateliê DaMargem – Rua Nove de Setembro, 88 – Jardim Gaivotas – Grajaú – Extremo Sul de São Paulo

Mais informações aqui.

Remada na Quebrada

Quando? Domingo, 31 de julho, das 10h às 21h

Onde? Na sede do Meninos da Billings – Rua Beija Flor de Cactos, 81 – Lago Azul – Grajaú – Extremo Sul de São Paulo

Mais informações pelo telefone: 9 91213172