Por Pedro Ariel Salvador

Quando a vacina chegar para todes, poderemos voltar ao normal? Quais são os planos que foram interrompidos? Será que vamos poder retomar a todo o vapor? O 12º episódio do podcast Quebra das Ideias está no ar. E continuando nossa série sobre a expectativa da imunização, dessa vez trocamos uma ideia com uma trabalhadora cultural que teve que se reinventar durante a quarentena e agora está esperançosa com a chegada da vacina.

Ouça no anchor, no spotify, nas principais plataformas de áudio ou clicando abaixo.

Alice dos Santos, mais conhecida como DJ Liccis, tem 24 anos e desde que nasceu é moradora do Grajaú (Extremo Sul de São Paulo). Produtora cultural no Slam do Grajaú, atriz e figurinista do Grupo 011 de Teatro, Liccis é multiartista e está sempre envolvida nos rolês culturais.

Segundo ela, a vacina significa esperança e a oportunidade de um novo recomeço, já que por conta da pandemia, teve alguns trabalhos travados.

Ela acredita que, apesar da chegada da vacina, vai demorar para voltarmos às atividades – até porque a campanha de vacinação está atrasada. “Ainda vamos ter que ficar nesse processo de se cuidar, usar máscara…”, conta. Ela não vê a hora de poder fazer o que gosta sem ser em frente à tela do computador e poder levar a cultura para as ruas novamente.

Este conteúdo faz parte do Quebrada Comunica, projeto de fortalecimento do campo da comunicação periférica da cidade de São Paulo idealizado pela Rede Jornalistas das Periferias em parceria com o Instituto de Referência Negra Peregum, Uneafro Brasil e o Fórum de Comunicação e Territórios

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ALERTA! Coronavírus e as quebradas

Confira nossa cobertura

Apoie nossa cobertura jornalística

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: