Nesta quinta-feira (22/08), o Fórum de Comunicação e Territórios reúne comunicadores e comunicadoras de diversas periferias de São Paulo e apreciadores da discussão sobre o cenário da comunicação nas periferias no espaço da Cia Pessoal do Faroeste, localizado na Luz, região central da cidade, para apresentar as descobertas da pesquisa “Mapa do Jornalismo Periférico: Passado, Presente e Futuro”.

Em parceria com o projeto Usina de Valores e com apoio da Fundação Rosa Luxemburgo, o evento de lançamento da pesquisa começa às 18h com um coquetel de articulação entre as iniciativas mapeadas e o público presente.

Gisele Brito durante o Curso Jornalismo, Cartografia e Direitos Humanos no Sesc Pinheiros.

Às 19h, a comunicadora e pesquisadora Gisele Brito apresenta oficialmente os dados do estudo. Em seguida, às 20h, será realizado um debate para comentar os resultados da pesquisa com participações da radialista Juçara Zottis (da Rádio Comunitária Cantareira), Tony Marlon (pesquisador e comunicador), Juliana Salles (mestra de comunicação na PROLAM – USP) e a jornalista e educomunicadora Thais Siqueira, que fará a mediação do bate papo.

“Para pensar na construção de um projeto de lei, nós temos primeiro que articular os comunicadores atuantes nas periferias e entender se faz sentido para eles a construção de uma lei de fomento à comunicação e suas diversas linguagens. Neste contexto, esse estudo é o início de uma resposta coletiva para esse propósito”, conta a pesquisadora Gisele Brito.

(Foto: Thiago Borges)
Meninas entrevista cozinheira da escola. (Foto: Thiago Borges)

Conhecimento de dentro pra dentro

O Fórum de Comunicação e Territórios é uma iniciativa de coletivos e comunicadoras. Entre eles estão Periferia Em Movimento, Desenrola E Não Me Enrola, Historiorama, Preto Império, Mariana Belmont e Gisele Brito.

A coalizão que resultou na criação do Fórum de Comunicação e Territórios faz parte de um interesse em comum em produzir conhecimento sobre o campo da comunicação nas periferias, que reverbere em diálogos políticos e públicos sobre a construção de um futuro projeto de lei de fomento à comunicação.

A comunicadora e ativista política Mariana Belmont acredita que o estudo será um importante instrumento para pautar diálogos necessários em diferentes esferas do poder.

Mariana Belmont, com blusa rosa, no lançamento da Virada Comunicação em 2017 (Foto: Mariana Caires / Periferia em Movimento)

“As articulações precisam começar pela base, ou seja, por quem faz comunicação nos territórios e isso já acontece há mais de três décadas em São Paulo. O que nós precisamos fazer agora é organizar os conhecimentos que são fruto desse trabalho, bem como suas contribuições para transformações sociais conectadas ao direito à comunicação, para ampliar esse debate com o poder público e a sociedade civil”, diz ela.

Anotaí!

Fórum de Comunicação e Territórios – Pesquisa Mapa do Jornalismo Periférico

Quando? Nesta quinta (22/08), das 18h às 22h

Onde? Na Cia Pessoal do Faroeste – Rua do Triunfo, 301 – República

Entrada: aberto ao público com 50 lugares para lotação máxima.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: