Contemplado pelo Programa VAI de 2017, o coletivo Perifraseando realizada neste domingo (10 de junho) o último evento do projeto Periferia (R)existe, que teve  quatro focos de discussão: Genocídio da população preta e periférica; Feminicídio; Questões indígenas; e Educação e Política, tema dessa última edição. Os vídeos sobre as últimas temáticas podem ser conferidos no YouTube.

Inicialmente marcado para o dia 26 de maio, o evento foi adiado devido à greve dos caminhoneiros. Nessa nova data, o encontro acontece na quadra ao lado da caixa d’água do BNH, no Grajaú, Extremo Sul de São Paulo.

 

Qual a expectativa para o último evento?

Nesse encerramento, além da roda de conversa, haverá apresentações de Gabi Nyarai e do grupo Unidos pela Dança; dos palhaços Amora e Maluco Beleza; o lançamento do livro “Motumbá”, de Mayana Vieira; vendas de produtos do Salve Selva, Peribrechó, Deboche Brechó; além de oficinas de stencil, turbante e bonecas abayomi. Um vídeo sobre o tema em discussão também será apresentado, além de um bailão com DJ para fechar o rolê.

“Ao sermos contemplados pelo VAI, várias responsabilidades caíram sobre nós. Tivemos muitos aprendizados coletivamente e individualmente, em alguns momentos estar nesse corre foi muito difícil”, dizem integrantes do coletivo.

Relembre

O Periferia em Movimento já falou do Perifraseando anteriormente. Confira:

A periferia segue (R)existindo | Com vocês o Perifraseando!

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: