De 31 de março a 29 de abril, o Grajaú vira palco da terceira edição do Festival LGBT Periferia Trans! Entre as atividades, acontecerão oficinas, debates, música, filmes, performances, teatro e shows.

Como definem os organizadores, a Periferia Trans é um grito. É um festival LGBT realizado inteiramente no Grajaú, periferia da cidade de São Paulo. Em parceria com o Galpão Cultural Humbalada, a Periferia Trans realiza durante todo um mês uma programação de teatro, dança, música, performance, filmes e debates com o recorte LGBT.

O Festival teve sua primeira edição em 2014 com o tema “Meu Corpo É Político”, idealizado por Bruno César Lopes. Em 2017, com Sede no Galpão Cultural Humbalada, o Periferia Trans foi “Por Um Corpo em Transgressão“.

Onde vai rolar?

As principais ações da Periferia Trans Acontecerão no Galpão Cultural Humbalada, próximo ao Terminal Grajaú, na Av. Grande São Paulo, 282.

Os filmes do festival serão exibidos no Centro Cultural Grajaú, que fica na Rua Prof. Oscár Barreto Filho, 252.

Como funciona?

O Festival tem todas as atrações gratuitas. Os comes e bebes serão vendidos no Bar Humbalada (dentro do Galpão Cultural Humbalada, onde acontece o Festival). Este é um espaço de respeito, portanto se alguém colar com Racismo, LGBTfobia, misoginia e xenofobia, será exposto de forma pública no meio da ação.

A Periferia Trans é realizada com apoio do Centro Cultural Grajaú e da Cia Humbalada de Teatro. Neste ano, recebe patrocínio PROAC (Programa de Ação Cultural) do Governo Estadual de São Paulo.

 

 

 

Confira abaixo toda a programação!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: