Neste domingo (14/10), uma semana após ser assassinado, Mestre Moa do Katendê é homenageado na Praça da República, Centro de São Paulo. Capoeiristas, artistas e agentes da cultura popular estão convocados para um ato a partir das 11h.

Com 63 anos, Mestre Moa do Katendê nasceu em Salvador, começou na capoeira aos 08 anos de idade e foi discípulo de outro expoente da manifestação cultural, Mestre Bobó.

No último domingo (07/10), dia do primeiro turno das eleições, Moa morreu após receber 12 facadas pelas costas. O crime aconteceu em um bar no Dique Pequeno, bairro de Engenho Velho de Brotas (periferia de Salvador), após uma discussão sobre o cenário eleitoral. Moa, que disse que votou em Fernando Haddad para Presidente da República, foi atacado por um eleitor de Jair Bolsonaro.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: