Realizado pelo coletivo Imargem, o projeto Encontro Niggaz de Graffiti lança nesta segunda-feira (03/10) um livro sobre Alexandre Luiz da Hora Silva, conhecido como Niggaz, com artigos e imagens de diversas autorias e épocas que retratam não só a história do artista como explora a questão do graffiti, memória e juventude. Entre os articulistas, estão o antropólogo Alexandre Barbosa Pereira, o coordenador de cultura da Ação Educativa Eleilson Leite, o poeta Daniel Minchoni, o rapper Criolo, a pesquiadora Valéria Lopes e o jornalista Gilberto Dimenstein, entre outros.

Morador do Grajaú, no Extremo Sul de São Paulo, Niggaz foi um percursor do graffiti, sendo o primeiro grafiteiro a cruzar a fronteira entre periferia e centro de São Paulo. Ele morreu em maio de 2003, nas águas da represa Billings, e foi um dos ícones do muralismo e do graffiti da cidade.

Desde então, é homenageado especialmente em sua região de origem. Entre 2004 e 2013, o Imargem promoveu o Encontro Niggaz de Graffiti – principal evento do gênero em São Paulo –, com a reunião de mais de 2 mil grafiteiros dispostos a pintar muros do Grajaú em todo esse período.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ALERTA! Coronavírus e as quebradas

Confira nossa cobertura

Apoie nossa cobertura jornalística

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: