Niggaz da Hora: livro retrata lenda do graffiti Morador do Grajaú, no Extremo Sul de São Paulo, Niggaz foi um percursor do graffiti, sendo o primeiro grafiteiro a cruzar a fronteira entre periferia e centro de São Paulo. Ele morreu em maio de 2003, nas águas da represa Billings

Realizado pelo coletivo Imargem, o projeto Encontro Niggaz de Graffiti lança nesta segunda-feira (03/10) um livro sobre Alexandre Luiz da Hora Silva, conhecido como Niggaz, com artigos e imagens de diversas autorias e épocas que retratam não só a história do artista como explora a questão do graffiti, memória e juventude. Entre os articulistas, estão o antropólogo Alexandre Barbosa Pereira, o coordenador de cultura da Ação Educativa Eleilson Leite, o poeta Daniel Minchoni, o rapper Criolo, a pesquiadora Valéria Lopes e o jornalista Gilberto Dimenstein, entre outros.

Morador do Grajaú, no Extremo Sul de São Paulo, Niggaz foi um percursor do graffiti, sendo o primeiro grafiteiro a cruzar a fronteira entre periferia e centro de São Paulo. Ele morreu em maio de 2003, nas águas da represa Billings, e foi um dos ícones do muralismo e do graffiti da cidade.

Desde então, é homenageado especialmente em sua região de origem. Entre 2004 e 2013, o Imargem promoveu o Encontro Niggaz de Graffiti – principal evento do gênero em São Paulo –, com a reunião de mais de 2 mil grafiteiros dispostos a pintar muros do Grajaú em todo esse período.

Anotaí!
O quê?

Lançamento do livro "Niggaz da Hora"

Mais informações: https://www.facebook.com/events/1838962353008098/
Quando? Segunda-feira, 03 de outubro, das 19h às 21h
Onde? Galeria Olido
Avenida São João, 473 – Centro de São Paulo
Adicionar à agenda do Google