Os lançamentos musicais de Rico Dalasam, Tássia Reis e mais 5 artistas das periferias

Os lançamentos musicais de Rico Dalasam, Tássia Reis e mais 5 artistas das periferias

Periferia em Movimento

Periferia em Movimento

Feriado é momento de dar um tempo e de descobrir o que há de novo

Feriado é momento de dar um tempo e de descobrir. E, em meio ao turbilhão de informações por conta da pandemia e dos acontecimentos sociais e políticos, pode ser que você tenha deixado passar batido o que fazedores de cultura de periferias têm trazido ao mundo.

Por isso, neste feriado da Independência (07/09), a Periferia em Movimento traz lançamentos musicais dos últimos meses feitos por 7 artistas. Confira!

1. “Dolores Dala, Guardião do Alívio”, de Rico Dalasam

O fator dualidade que costura toda a obra do rapper Rico Dalasam, de Taboão da Serra (SP), agora adentra o reino da fábula e transporta as máximas dor e alívio para a experiência do lúdico, retirando do mundo real eventos ocorridos na vida do artista nos últimos 3 anos.

Sejam as descobertas em um relacionamento interracial descrito nas rimas embaladas pelo pandeiro em “Braille”, sejam os trágicos efeitos da ordem colonial vividos nas rimas do afropop “Mudou Como”, o alívio se apresenta após longo tempo de dor e é representado pela volta a um lugar geográfico que pela natureza das coisas já não existe mais nas harmonias e melodias mineiras de Vividir.

Confira:

2. “Dollar Euro”, de Tássia Reis

O álbum “Próspera”, que foi lançado em 2019, continua rendendo frutos. A faixa Dollar Euro, originalmente produzida pelo DJ Thai e com participação de Monna Brutal, ganha uma nova versão pela DJ e produtora EVEHIVE.

“Eu, particularmente, sou apegada a versões originais, mas esse remix me abraçou e não consigo ficar parada quando ouço, ficou incrível”, diz a cantora e compositora Tássia. 

Ouça:

3. “#SePermita”, da banda Abôrigens

O primeiro álbum conceito da banda Abôrigens foi lançado com o objetivo de levar a mensagem de se permitir mesmo em momentos de caos e dúvidas como a que vivemos por conta da pandemia do coronavírus e se posicionar em questões latentes como o racismo institucional intolerável que se enraizou na sociedade. O álbum foi gravado ao vivo no estúdio A Banca, no Jardim Ângela, em São Paulo.

4. “Gana”, de Resistência Pugnaz

Em atividade desde outubro de 2018, a banda Resistência Pugnaz faz o lançamento de seu primeiro single. A música traz temas cotidianos da vivencia periférica e sobre a sobrevivência no gueto na voz de Drezz, MC da banda e do grupo de rap Xemalami.

Veja o lyric video de Gana:

5. “Meu sim”, de Mulambo e Indy Naíse

Lançado no primeiro Dia dos Namorados em meio a um isolamento social, a faixa de R&B aborda a relação afetiva mantida à distância. A música foi produzida antes da quarentena, com isso a proposta do videoclipe foi adaptada para este contexto.

6. “Dona”, de Dufrois

O rapper pindamonhangabense Eduardo Martins Fróis, 24, que atende pelo nome artístico Dufrois, estreou nos catálogos das principais plataformas de streaming com a canção “Dona”. Esse é o primeiro single do EP Refúgio, de 7 faixas, com previsão de lançamento em 31 de outubro.

Como pôde adotar o isolamento social, medida recomendada para a contenção da pandemia do novo coronavírus, Fróis resolveu que investiria o tempo livre que teria na retomada de seu projeto artístico e deu uma pegada de samba-rock para as rimas de rap. O clipe também foi produzido com recursos caseiros. Veja:

7. “Não me Segue”, de Dirty Lion

Parte de Kumatê Ray, terceiro álbum do artista natural de Pelotas (RS), a faixa reflete que, ao buscar por melhores formas de viver e por uma multiplicidade do pensar, as ideias voltaram a ser perigosas. Confira o clipe:

Autor

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Comente usando o facebook

Nosso manifesto:

Nossas redes sociais:

Notícias recentes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Confira também

Posts relacionados:

Apoie!
Skip to content