Moradores fazem mutirão para revitalizar área de escola incendiada em Parelheiros Após mais de dois anos de incêndio que destruiu escola no bairro da Barragem, no Extremo Sul de São Paulo, população chama atenção para abandono do governo

Neste sábado (22 de abril), o coletivo Extremo a Extremo junto a moradoras e moradores do bairro da Barragem (em Parelheiros, Extremo Sul de São Paulo) realizam um mutirão de limpeza e organização na área de uma escola incendiada na região e chamam atenção para o descaso do poder público com a população local.

Em novembro de 2014, a Escola Estadual Renata Menezes dos Santos sofreu um incêndio e, desde então, segue abandonada pelo governo estadual – que já prometeu reconstruir o prédio. Com isso, mais de 500 crianças do Ensino Fundamental I estudam no mesmo prédio onde funciona a Escola Estadual Joaquim Álvares da Cruz (que atende estudantes do Fundamental II e do Ensino Médio). O Periferia em Movimento contou essa história no final de 2015. Veja.

“A região de Parelheiros é carente de investimentos culturais, saneamento básico, lazer e educação e um dos fatores que comprovam e evidenciam é a falta de equipamentos e que no bairro há somente um local a qual abriga os alunos da escola”, diz o chamado do mutirão.

O objetivo do coletivo Extremo a Extremo é foralecer a rede de moradores do bairro com eventos culturais que abordem as produções e empreendimentos da comunidade.

Para este sábado, além de levar materiais como luvas, vassouras, pás, ferramentas para jardinagem, escadas, sacos de lixo, rastelo, carrinho de mão, entre outros, o coletivo sugere alguma contribuição com alimentos para realização de um piquenique ao longo do dia.

Anotaí!
O quê?

Mutirão no bairro da Barragem

Mais informações: https://www.facebook.com/events/1514805608554024/?active_tab=discussion
Quando? Sábado, 22 de abril, das 09h às 17h
Onde?
Rua Manoel da Costa Capanema - Barragem - Parelheiros - Extremo Sul de São Paulo
Adicionar à agenda do Google