(foto: Divulgação/Percubeat)

#Memória2015: Dos quilombos às quebradas, cultura e identidade mais fortes