Luta do Transporte no Extremo Sul faz caminhada contra aumento da tarifa

O movimento Luta do Transporte no Extremo Sul realiza nesta quarta-feira (11/02), no Grajaú, a 2ª caminhada contra o aumento da tarifa do transporte público.

Desde 2013, o grupo promove aulas públicas, debates, atos e ações para reivindicar o direto da população local à mobilidade. Além da queda da tarifa, os militantes reivindicam a ampliação e criação de linhas de ônibus em áreas hoje não atendidas, como as comunidades de Mambu, Ponte Seca ou Barragem, na região de Parelheiros e Marsilac. Para chamar atenção à essa demanda, moradores locais se acorrentaram na porta da Prefeitura e promoveram um dia inteiro de tarifa zero com uma van alugada.

A manifestação desta quarta-feira faz parte da estratégia do Movimento Passe Livre (MPL) e outros movimentos regionais, que além dos grandes atos no centro de São Paulo têm fortalecido a organização popular contra as catracas em bairros periféricos e cidades vizinhas, como o Periferia em Movimento noticiou há algumas semanas. Clique aqui e saiba mais.

A luta se estende a mais de um mês, quando Prefeitura de São Paulo e Governo do Estado iniciaram a cobrança de tarifas de ônibus, trens e metrô com novo valor – de R$ 3 para R$ 3,50.

Na última sexta (06/02), mais de mil manifestantes se reuniram em frente à sede do poder municipal para a cerimônia de casamento entre o governo e os empresários de transporte. Ao som dos metais da Fanfarra do MAL, o Padre Júlio Lancelloti, da Pastoral da Rua, celebrou essa união entre Haddad e a catraca: “O casamento entre prefeitura e a catraca é uma união contra os mais pobres, não é uma união que deve ser abençoada”, anunciou Lancelloti.

Anotaí!

2ª Caminhada contra o Aumento – Extremo Sul

Quando? Quarta-feira (11/02), às 17h30

Onde? Concentração em frente à E.E. Carlos Ayres – Av. Belmira Marin – próximo ao Terminal Grajaú

Mais informações aqui